quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Novo programa: ir dormir na casa do amiguinho!

Os meus três filhos têm a enorme experiência de dormir fora de casa desde os 6 meses de idade! Uau! Quanta independência e autonomia! É claro, contanto que não saiam do perímetro de segurança da casa de uma avó e da outra.

Algum tempo atrás, a Manu começou com uma conversa de ir dormir na casa dos amigos, fazer festa do pijama e tal. Ahãm, ignorei, não dei a menor bola mesmo.

Até que recebo a ligação da mãe de um AMIGUINHO da Manu. Amigo querido, fofo, dos primeiros que ela conheceu quando entrou na escola antes dos 2 anos, praticamente nosso vizinho, ele vem aqui em casa, a Manu vai na casa dele, nos encontramos na pracinha, na padaria e ele também vai para a mesma escola da Manu no ano que vem. Ou seja, excelente companhia e da maior confiança possível.

O que eu não esperava era o conteúdo da ligação: um convite para a Manu ir dormir na casa dele! Assim, sem preparo ou aviso prévio! Detalhe: o convite era para aquele mesmíssimo dia! Menos preparo ainda. Respirei fundo, não tive tempo de pensar em nada. Raciocinar? Menos ainda! Mas, achei que uma hora aquilo ia acontecer e não sei se a gente deve se preparar muito para esse momento. Sabe aquele casal que fica meses ou anos pensando se deve ou não ter um filho? E de tanto pensar acaba adiando um monte a decisão? Então, me vi exatamente nessa situação, com uma dose de drama a mais.

Fui buscar as crianças na escola e antes mesmo de encontrá-los pedi uma consultoria à professora, que me disse que esse programa de ir dormir na casa dos amiguinhos já faz parte do repertório dessa faixa etária (ó, céus, cadê a minha nenezinha?). Mas, é claro, eu deveria conversar com ela e me certificar se gostaria mesmo de ir dormir na casa do amigo, se demonstraria segurança e tranqüilidade para me abandonar assim por uma noite (drama! Drama!).

O que não me surpreendeu nada foi a reação da mocinha: chegou em casa, voou para o banho, que não durou nem 2 minutos de tanta ansiedade e fez a própria mochila de abandono dos pais e irmãos por uma longa noite.

Ela foi, gente, feliz da vida, brincou, jantou, dormiu e nem quis me dar “boa noite” pelo telefone.

Nós, os pais abandonados, sobrevivemos, apesar da longa e insone noite.

Resgatei a minha filhinha no dia seguinte de manhã, uma menina feliz e aparentemente, aos meus olhos, até mais amadurecida.

Eles crescem, né?! E o colinho da mãe deixa de ser a coisa mais importante do mundo, é isso mesmo?

Mas o que mais chocou a mim, ao maridinho e a toda a nossa família nada moderna foi essa estréia de dormir fora ter acontecido justamente na casa de um AMIGO. Honestamente? Difícil acompanhar a modernidade e o crescimento dos filhos!



Compartilhar

19 comentários:

Carol Garcia disse...

fato.
tudo fato.
do começo ao fim do post.
e como é que a gente acostuma com essa independência e vida social???
outro dia uma mãe veio ver se isaac e o filho dela poderiam se encontrar para brincar.
ótemo!
mas até hoje sempre teve um imprevisto que cancelou a farra.
aí me pergunto: sou eu que saboto o crescimento?
kkkkk
freud, explique-nos.

bjocas

Anne disse...

nossaaa... é um passeio e tanto!
mas acho que é mesmo mais tenso para a mãe do que para a criança, né?
bjos!!!

Re disse...

Que maximo..eu amo esses saltos de independencia dos filhos, por menores que sejam, nao deixam de ser grandes passo e acho que quando o filho se sente pronto, preparado, seguro, animado e tal, temos mais eh nos animar tb. Bjs

Futura mãmã disse...

rs e dificil velos crescendo e voando por ai mesmo que seja ja ali ao lado nao e mesmo...
Mas isso lhes faz bem tambem...crescem, amadurecem e veem o lado da vida...rs

Beijoo

Chris Ferreira disse...

Oi Camila,
é assim mesmo. Um independência que para nós mães parece precoce e uma vidinha social muito instensa. Bem que a minha dizia que no tempodelas as coisas eram diferentes. E agora eu repito (em pensamento) a tal frase que eu odiava ouvir.
Aqui as minhas filhas sempre gostaram de convidar os amigos para dormirem lá em casa. E quando começou era um por semana. E sabe que também teve um amigO dormindo lá em casa?
é, eles crencem e a gente continua babona, né?
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Juliana Cidade disse...

Oi, Camila.
A gente escuta tanta história horrível de coisas ruins que acontecem com as crianças quando estão longe dos pais, não é? Eu não deixaria meu filho dormir fora assim não, a maior parte dos abusos acontece com alguém de confiança dos pais. Tenho medo.
Mas claro, se essa família é da sua absoluta confiança e ela ficou bem, que bom!!!
Bjs,
Ju.

mamesi disse...

demais!

;-) disse...

Nossa, muito legal mesmo. Meus filhos também dormem nos avós desde bebês, mas em casa de amiguinho eu nunca deixei... por falta de confiança e capacidade minha em deixar. Aqui em casa tem uma regra que eles já sabem bem: podem brincar na casa do amigo, mas dormir é cada um na sua. Vamos ver até quando consigo bancar isso...
Beijo!

Renata Senlle disse...

Ador, adoro, adoro a vida contemporânea! E adoro mais ainda a simplicidade com que as crianças lidam com essas situações!
A gente tem que aprender com eles a facilitar e quebrar tabus!
bj
Rê Senlle
http;//umavidamaisordinaria.blogspot.com

Ivana - coisademae disse...

ao Camila, eu acho que morreria com um pedido desses e ficaria louca sem saber o que fazer. Pra piorar a situação, os três aqui NUNCA dormiram na casa dos avós (O_o). Faltou oportunidade, sei lá, ou talvez seja eu mesmo que, inconscientemente, fecho o cerco (rá!).

Mas acho fantástico toda essa independência e autonomia, só não é legal saber que os nossos filhos estão crescendo e que o colo vai ficando cada vez mais vazio,kkkkkkk!

bjos solidários!

Ariane disse...

Ai ai, ja fiquei imaginando o meu aqui pedindo pra dormir fora... acho q terei tempo pra me preparar (será?).

Ta tudo acontecendo rápido demais, ou sou eu q estou parando?? rsrs

beijo

Tatiana Monte disse...

Oi,
estou fazendo o primeiro sorteio do meu blog!
Passa lá e da uma espiadinha
www.sublimeamordemae.blogspot.com

Bianca disse...

Oi Camila! Eu tb achei bárbaro o convite do amigo, a mãe do amigo, vc e a sua filhota. Parabéns por deixar, pq não é fácil, né?
O meu VIAJOU com a escola ontem, 3 dias alone!!! Fiz um post sobre isso tb! Confesso que estou com um pouco de saudade, mas adorando o silêncio da casa!
beijos

Meg disse...

Camila, nem me fale... a primeira festa SEM PAIS da minha filha, pra mim, já foi uma baita emoção...agora, será q virão as dormidinhas fora? Haja coração, porque realmente a forma q nossos pequenos lidam com isto dão UM BANHO na gente... bjocas Meg Lima

Francine Barrionuevo disse...

Eu sou louca o quê???
Eu não vejo a hora do Felipe fazer o mesmo que a Manu, acho que é porque eu sempre tive experiências tão legais com isso quando criança e ando tendo tanta dificuldade para encontrar amiguinhos para brincar com ele lá em casa. Mesmo eu chamando toda a responsabilidade pra mim, as mães nunca deixam, acho que ficam inseguras não sei. Confesso que eu ia ficar um pouco também, mas as crianças precisam crescer não é mesmo.
Topa fazer um excursão com a criançada lá pra casa??? Eu adoro a casa cheia...rsrsrs
bjosss

Roberta Lippi disse...

Ca, sabe que a Luísa ainda não se desprendeu? Ela ainda quer sempre ter alguém da confiança dela por perto, seja eu ou no mínimo a babá. Mas essa hora vai chegar também.
Beijos

"Maria Heloisa" disse...

meu blog foi excluido 4 vezes eu ja tinha aviso você sendo que o link que lhe enviei não está mais ativo o link oficial é http://anjodmv.blogspot.com/ me descupe qualquer coisa e espero que possa volta a curti o meu cantinho e as novidades do meu anjinho beijos

Roberta "Mimi" disse...

Camila,
cheguei a me emocionar com: "E o colinho da mãe deixa de ser a coisa mais importante do mundo, é isso mesmo?"
Nem consigo imaginar esse dia chegando. rsrsrs
Beijo e boa semana,
Roberta, mãe dos gêmeos Rute e Miguel

Liliane Arend disse...

pois é ... eles crescem ... antes de sair de férias a mãe de um amiguinho do JP perguntou se ele poderia dormir na casa deles. "Por sorte" estávamos de viagem marcada para o Brasil para o dia seguinte e ficaria muito corrido, detalhe - o amiguinho é chinês ... Para a situação não ficar mto chata fizemos um play date de despedida na minha casa, mas não sei se quando voltarmos conseguirei recusar novamente.
bjos
Li
londrescomfilhos.blogspot.com

 
Licença Creative Commons
O trabalho Mamãe Tá Ocupada!!! foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.mamaetaocupada.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.mamaetaocupada.com.br. Paperblog :Os melhores artigos dos blogs