quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Os gêmeos da Mamãezinha

Eu não sei se o fato do Joaquim e do Pedro serem gêmeos univitelinos, nascidos após a Manu, fez deles os meninos que eles são ou se eles são os meninos que são simplesmente por serem meninos.

Péra, que tá confuso.

Mas a verdade é que eu sempre constatei que a presença de um basta para o outro. Eles não são meninos do tipo dengosinhos e manhosinhos com relação a mim, que sou a mãe. Qualquer um pode dar comida, banho, escovar os dentes, botar para dormir, não há essa exigência comum das crianças, em algumas fases da vida, de que tudo seja feito exclusivamente pela mãe. Mesmo com a Manu é bem diferente, tem momentos que ninguém salva, só eu! Os meninos são mais autônomos e menos seletivos, sendo bem resumida e simplista.

Por um lado, isso pode parecer “bom”, já que num momento de sufoco, dá até para pedir uma forcinha para o porteiro e eles nem vão estranhar como a Manu estranharia, por exemplo. Mas, por outro lado, às vezes bem que eu queria que eles disputassem o meu colo e fizessem absoluta questão de mim para tudo.

Mas já que o porteiro pode dar conta do recado e eles ficarão felizes com isso, quem sou eu para querer alguma coisa diferente? Prefiro pensar que eles são meninos independentes, seguros e que têm uma relação incrível e única! Eu só servi para carregar e botar no mundo.

*****

Porém, a gente bem sabe que uma criança que dorme super bem à noite, pode passar por fases de muito trabalho para os pais com relação ao sono. O fulano que bate pratão, pode ficar dias sem querer comer. O bonzinho de tudo, se transforma no “mordedor” em questão de segundos! Ou seja, não há previsibilidade nenhuma nessa história da maternidade. Até os gêmeos univitelinos que se bastam e se completam podem se tornar os meninos mais dengosos e manhosos, do tipo que ficam chamando e exigindo a presença da “mamãezinha” para tudo. Pode rolar disputa de colo, declarações de amor gratuitas, carinhos, beijos e abraços espontâneos, problemas que só a mãe resolve, expulsão de “intrusos” do quarto quando estamos brincando ou contando histórias, ou seja, uma delícia sem fim!

*****

Se um dia eu resolvi largar tudo para me dedicar aos muitos cuidados que os meus filhos exigiam, hoje eu largo tudo para ficar com eles, as melhores companhias que eu poderia ter nessa vida!

E não digo isso apenas da boca pra fora, não. Eu continuo "Ocupada", mas não mais "Mamatraca". Me despeço oficialmente, já com saudades e com todo o carinho do mundo de um projeto incrível, das leitoras fiéis e das queridas Anne, Carol, Pri e Rô...



Compartilhar

12 comentários:

Renata disse...

COMASSIM??????????

Juliana Ramos disse...

Que pena!!! Vai fazer falta...
Bjo

Carol Passuello disse...

Querida, como já te disse, fazes falta no nosso grupo. Tuas posições firmes, idéias inteligentes e pontos de vista interessantes - além da gargalhada fácil e da boa companhia para um chopp davam um tempero especial ao Mamatraca. Mas tuas decisões são as mais sensatas que conheço e tua coerência é impressionante. Estás mais do que certa na tua escolha. Nossas portas e corações estarão sempre abertos para ti.
Bjs

Coisas de mãe disse...

Como assim???

Camila disse...

Obrigada, meninas, mas a vida anda muito corrida mesmo! E, na verdade, é muito simples: eu não tava dando conta e preciso fazer as coisas bem feitas, com dedicação e empenho que não tava rolando... Me parte o coração, mas eu não tava conseguindo mesmo fazer tudo...
Bjos,
Camila

Celi disse...

Como assim?????? Bem que estranhei que você andava sumida nos vídeos do Mamatraca. Mas com certeza nada melhor do que você para saber sobre as prioridades e ocupações. Curta muito mesmo seus dengosos lindos.
Um beijo.
Mas continuamos vindo aqui, viu?! rs

Roberta Lippi disse...

Ca, já te disse quando você tomou a decisão e hoje faço minhas as palavras da Carol. Você foi coerente com aquilo que acredita, com a forma como quer encarar a maternidade. E foi muito transparente com a gente, sempre. Então, amada, só temos a dizer que você terá sempre um cantinho no coração do Mamatraca, afinal só quem concebeu e pariu esse nosso filho sabe o quanto ele nos é querido.
Beijos e continuamos juntas!!

Renata Senlle disse...

Tava imaginando mesmo, pois estava sentindo falta da sua presença por lá. Mas ainda bem que vc continua por aqui.
bj
Rê Senlle
http://umavidamaisordinaria.blogspot.com

Lia Vasconcelos disse...

Que pena..pq deve ser difícil abrir mão de um projeto que vc também concebeu. Mas as decisões precisam ser tomadas, e cada uma de nós sabe onde o calo aperta. Então, boa sorte nessa nova fase! Bjs

Mamãezinha disse...

Camila. Desculpe-me não ter vindo antes. Estive (e ainda estou) sem acesso à internet em casa). Creditei a postagem reclamada. Por favor, verifique se há mais algum problema. Obrigada por avisar. Renata.

Mamãezinha disse...

Camila, foi inspirado sim. Mas se ainda te incomoda, o que você sugere para que o assunto seja encerrado da melhor maneira possível? Quer que eu retire o post? Obrigada. Renata.

Julia Usui disse...

Oi Camila, sempre leio o blog, sou mt sua fã, mas raramente comento, aproveitando o post de despedida do Mamatraca, queria te perguntar sobre o Facebook, senti sua falta por lá.

Percebo que vc posta pouquissimas fotos de seus filhotes, enqto eu 99% dos meus posts tem fotos dos meus e pior, sem marca d'agua, só posso ser louca né?

Vc já teve problema de fotos roubadas, ou algo assim? Tô pensando mt sério em não postar mais fotos deles no blog, só agora tô me dando conta do qto pode ser perigoso.

Help!

bjinsssss

 
Licença Creative Commons
O trabalho Mamãe Tá Ocupada!!! foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.mamaetaocupada.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.mamaetaocupada.com.br. Paperblog :Os melhores artigos dos blogs