terça-feira, 23 de novembro de 2010

Culpa não bate à porta!

São 9 dias desde que eu cheguei de viagem e não dormi sozinha nenhuma das noites. Quer dizer, odeio dormir sozinha, maridinho é, obviamente, a minha companhia preferida, diária e para sempre! Estou falando das crianças mesmo.

Cada noite é um. Manu às vezes aparece do nada, os meninos choram e falam: “quero ir na sua camaaaaaa!”. Já aconteceu da Manu acordar primeiro e ocupar no meinho. Algum tempo depois, o Pedro acorda exigindo o seu lugar. Daí, pego a Manu, volto para a cama dela, tiro o Pedro do berço e garanto o lugar do rapaz no meio dos pais.

Não sendo isso tudo, os meninos, quando colocados no berço, urram de tal maneira que chego a lembrar e me arrepiar todinha dos tempos sombrios e assustadores das cólicas dos recém-nascidos.

*****

Pois bem, a psicóloga aqui rasgou o diploma, picou bem picadinho e até botou fogo. Não sobrou nada, caminho sem volta. Quer dizer, ficou a culpa, claro. Aquela que sussurra diariamente no meu ouvido que os meus filhos estão passando por uma situação traumática de abandono dos pais.

E aí?

Penso em 3 alternativas: (1) encomendar um “puxadinho” para a minha cama, (2) overdose de terapia, assim, todos os dias mesmo e (3) não viajar nunca mais.

Alguém tem uma melhor???

Compartilhar

34 comentários:

Dani disse...

Camila, pelo amor fica com a opção 2, jamais a 3.. rsrs
bjs

Alice Santos disse...

Ai, Camila, aos oito meses da minha Larinha sei bem o que é isso! E sempre jurei de pés juntos que Lara nunca teria essa mania(tão frequente de agora) de dormir na nossa cama!

Todos os dias fico maluca com isso, tento desfazer o mal feito...

Se alguém comentar alguma solução, ficarei grata também!

huahuahauahuahauahauhauahuaha

Um beijo grande, passa lá no meu!

(Mamãe) ~Pinel disse...

Eu tenho, eu tenho!
Esperar e ter paciência que o tempo faz o seu trabalho!

Minha mãe viajou por um mês, e os meus irmãozinhos ficaram assim beeem carentes quando ela voltou também. Toda vez que ela saia era um berreiro achando que ela ia viajar de novo. Mas passou com pouco tempo (umas 2 ou 3 semanas) e foi de certa forma bom, pois eles se tornaram um pouco menos dependente da mãe, e criaram um vínculo maior comigo, nosso irmão mais velho e com o papai (que ficou enquanto minha mãe viajava com a minha avó).

Enfim, acho que tem é que esperar mesmo, porque, acredite, passa! =P

Milenna disse...

Ainda não tenho experiência nesse assunto pq minha pequena ainda vai fazer 2 meses mas eu acho que além da saudade de vcs, eles devem ter medo que se separem novamente e aí querem ficar na caminha dos papais. Logo passa! Espero eu e vc né?rs
BJos.

Micheli disse...

Eu ficaria tentada a alternativa 3... Mas tenho certeza que com o tempo passa e isso não será necessário!
Beijos.

Carol Passuello disse...

Que isso, Camila!!!!
Separação-individuação, amiga!!! Conseguem ficar sozinhos sim, desde que de vez em quando voltem pro ninho pra se abastecer. Já que tu ficou tanto tempo fora, o tanque deles está vazio de carinhos, mimos e manhas maternas. Eles só precisam encher de novo!
Bjs

Sandrelle disse...

Oi, Camila,
Nunca comentei, sempre passo por aqui tão na correria, tenho dois pequenos, com idades bem próximas como os seus.
Mas, enfim, não sou psicóloga, então tudo que falo é por intuição e coração. Os meninos aqui em casa também tem esse costume, e eu nunca me incomodei com ele, sinceramente. Acho que com o tempo eles naturalmente vão querer procurar espaços individuais e aproveitá-los a seu modo. Nós sabemos muito bem como eles crescem rápido, e eu e meu marido procuramos pensar que temos mais é que aproveitar essa fase que eles querem tanto dividir o quentinho da cama conosco. É um aconcehgo tão bom, pra eles e, temos que admitir, pra nós também. Com o tempo, do mesmo jeito que eles já começam a nos empurrar quando vamos dar aquele arrocho, ou como limpam o rostinho depois de um beijo melado, eles também já não vão sentir tanta necessidade de nossa companhia durante à noite. Aí, quando esse dia chegar, não posso deixar de pensar que nós é que sofreremos uma boa crise de abstinÊncia, e pensaremos assim: "Ahhh, porque ele não quer mais dormir comigo", kkkk!
Cheiro grande

Lia disse...

Espero que sua cama seja Super King Size.

Si disse...

Ai Camila.... o que aprendemos na faculdade é TÃO lindo.... mas na pratica as coisas mudam e MUITO... adorei as alternativas, mas tenho outra... coloquem os colchões no chão da sala e façam um acampamento... assim todos sentirão a familia unida novamente.... bjs

Milka disse...

Calma Camila, a paciência e o tempo são os melhores remédios.
Enquanto isso boa sorte com a cama lotação,kkkkk

beijus

Blog da Pandinha disse...

Amiga, eu fico com a opção n.4: vá até o lixo, retome os pedacinhos picados do diploma e vamos praticar...rs... casa de ferreiro, espeto de pau! Beijokas

Fabi disse...

Deixa eles dormirem na sua cama e pronto!!! Hahahaha....

Beijos,
Fabi
http://depoisqueeudescobri.wordpress.com/

Eu e minhas três bonecas... disse...

Ai, tadinhos... mas é só questão de tempo mesmo... que fofos... Carol de vez em quando vai para minha cama me dizendo: Mãe, tive um sonho ruim... querida, nem ligo, mas acordo toda dolorida!
Beijosss

Aline e Júlia disse...

huahauhauahuhauhauh rasgou o diplom aé...
mas mãe é outra formação né! penso que deve ser só a falta desses dias fora logo a rotina volta ao normal!

bjus

Anne disse...

opção 4! desencana que eles vão melhorar rapidinho (falar é fácil, né?)
bjos

Di disse...

Achei a ideia da Si bem boa! Combina com os pequenos de "ir viajar" com voces e façam um acampamento tematico na sala, com os colchões e com direito a historinhas, marshmelow, etc Eles vão sentir que estão participando de novo, vão ficar mais calmos. vcs pode visitar cada um dos paise que vc e marido foram, usar roupas tematicas...


e depois, incentive mais noites dormindo na vovó pra eles entenderem todas as opções legais q tem...

e paciencia que tudo passa.

Kah disse...

Concordo com a Lia! haha
Mas, oh, passa, viu? Du-vi-do que quando eles forem adolescentes vão querer dormir na cama de vocês!
hahaha
Beijao!

Naiara Krauspenhar disse...

Sim!!!
Paciência, muita paciência. Porque logo passa.
O tempo ajeita tudo.
Deixa eles matarem a saudadeeeee... rs
BJooo

Liliane Pimenta disse...

Camila, confesso que tbm jurei na faculdade que jamais permitiria tamanho "absurdo". Mas hj em dia quando meu pequeno não vai pra minha cama na calada da noite, sinto falta, rsrs Sou fâ do seu blog!!! Visite o meu jeppimentinha.blogspot.com
Bjim

Priscila, disse...

Lembra daqueles vestibulares que tinham a opção NDA? Pois é, Não se Deixe Abater com isso e move on!
Tem coisa mais gostosa que sentir os filhotes se aconchegando no ninho materno durante a madrugada? Pra mim, não. E isso vai passar mais rápido do que gostaríamos, viu...
Beijo.

Renata Resnitzky disse...

ahhahaah Os seus posts são muito bons!!!!
Meus filhos tb adoram vir pro meu quarto.
Engraçado que com as gemeas eu sou super durona e nunca deixo ela na minha cama.

Já com o Oliver, que é ultra meigo, acabo colocando o seu colchãozinho do meu lado.

Mas não é bom né?

Anônimo disse...

Oi Camila,
Adorei seu blog!!!
Estudei com vc na PUC, lembra de mim, Karla Rapaport?? E achei seu blog no da Mari.
Tenho uma menina linda, Sophia de 1 ano e meio e me identifiquei total com vc... rs...
Vou te visitar sempre!
bjs
Karla.

Sarah disse...

Camila, escrevi sobre culpa hoje!! Me senti mega culpada porque Bento caiu e machucou a boca, saiu sangue e tudo, horrível... A gente sempre acha que é culpa nossa né? E é lógico que dormi a noite toda com ele na minha cama.
Mas no seu caso provavelmente os filhotes estão com saudades mesmo, querem tirar o atraso dos dias que passaram longe. Vai fazendo revezamento dos pequenos na cama e fica calma, logo passa!
bjos

Chacrete´s disse...

Cama King Size é uma boa solução! Rsrsrsr... Beijinhossss

Ilana disse...

Vou fazer coro com um pessoal aí de cima e dizer pra ter calma e paciência, que logo logo isso passa.

E cá pra nós, diploma de psicologia é pra ser usado no consultório, que em casa ninguém merece ficar se policiando em cada palavra e ato. (E eu bem já ouvi dizer que filho de psicólogo fica tudo doido... espero que o raphael escape dessa! rsrsrs)

Relaxa e curta a cria!

Beijos

Pinguinho da Mamãe disse...

Cá...
Nem pense na opção 3, por favor.
Culpa, amiga...
Ser mãe é sentir culpa...kkkk
Bjs
Ju

Dione disse...

Ih, nem adianta 5 vezes por semana. Nem com Freud como analista. Culpa nasce junto com os filhos. E vc tem 3. Depois de uns dias o grude passa.
Mudando de assunto, tentei comentar várias vezes nos outros posts depois que você voltou. Já até perdi o assunto. Mas lendo, o que eu pensava o tepo todo era: aposto que você imaginava todas as cenas com os 3. Duvido que até a mais desenrolada das européias não se arrepiaria com essa imagem.
Beijos!

Anônimo disse...

Concordo com todas as palavras escritas, mas existe coisa melhor do que dormir agarradinha com a prole??? Eu adoooro!!!
Beijos Rachel

Re disse...

Relaxa..pensa que eh como se vc agora estivesse viajando com todos eles, dividindo o mesmo quarto..dai, qdo a "viagem" acabar, cd um volta pro seu quarto. Bjs

Regina disse...

oi Camila!! o meu de psicóloga eu não rasguei não!!
Acredito que você tem que ter muita paciência nesse momento, colocar todos na cama não é solução e nem local para eles. Essa situação vai passar se você não começar a perder o controle da situação. Não se sinta tão culpada pela viagem.
Mostre a eles que está ali e pronto.!!!
beijos
www.psicologaregina.blogspot.com

Carol P disse...

Camila,
Vou passar por ruim aqui... eu agora nao deixo mais minha filha ir para nossa cama toda a hora, pois ela tem q saber q ela tem a caminha e o quartinho dela. E sabe q adiantou, claro se ela esta doente, ou por qualquer outro motivo eh diferente. Mas pelo simples mamae eu quero nao rola mais.
Boa sorte.
nj

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Camila!!!
Uma perguntinha ... tua cama é supermegakingsize?!!!

Te entendo. Mas teu diploma não está rasgado não, relaxe!! hehehehe

Roberta Lippi disse...

Acho que psicóloga deve sofrer dobrado com esses dilemas da maternidade, né não? Porque nós, seres mortais(rsrs), já ficamos nos cobrando o tempo todo. Agora imagino alguém que, em teoria, ajuda os outros a encontrar suas respostas e não consegue encontrar as próprias hehehe... é muuuuita cobrança pra uma cabeça só.
Relaxa, tudo vai dar certo. Todas essas fases passam (e depois voltam... rsrs)
beijos

Renata disse...

Oi Camila. Conheci seu blog hoje através do blog da Chris (três mosqueteiros), e logo me identifiquei com sua história.
Tenho uma filha com 6 anos e estou a espera de gêmeas.
Como você, mas simbolicamente, meus diplomas estão bem guardados e alguma gaveta e me dedico exclusivamente a minha pós graduação de INTEGRALMENTE MÃE!!
Parabéns pelo blog e já estou te seguindo!!
bjim

 
Licença Creative Commons
O trabalho Mamãe Tá Ocupada!!! foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.mamaetaocupada.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.mamaetaocupada.com.br. Paperblog :Os melhores artigos dos blogs