sexta-feira, 15 de abril de 2011

"O NOSSO MANUAL - PARTE FINAL"

(A culpa é de vocês que comentaram para caramba, ok?! Hahaha!)

Para finalizar de vez com o assunto (e parar de encher todo mundo com esses posts de "etiqueta"), resolvi reunir aqui os trechos dos comentários que EU considerei mais importantes.

Mas a discussão é sempre válida, boa, renovadora e eu adoro! Fiquem à vontade e, segunda feira, a gente relaxa com o resultado do sorteio Grudado em Você!

*****

“...não acho q eu tenha q comentar todos os posts dos blogs de todo mundo q comenta no meu.. E se aquele assunto do post não for tão interessante pra mim? Vou escrever um "Oi querida, beijo, tchau"? só pra marcar presença? Às vezes o assunto até me interessa, mas eu não tenho nada a acrescentar...” (Luciana)

As pessoas gostam de dar pitaco na vida alheia, é típico do ser humano e a internet permite uma falsa ideia de anonimato, o que leva as pessoas até agredirem umas às outras. Mas creio que as relações virtuais exigem o mesmo respeito dispensando às relações reais.” (Suzana)

“...agora se comento muito num blog e nunca recebo uma visita (com comentário, claro!), paro mesmo de comentar, eu heim, vou gastar as pontas dos meus dedos com quem me dá atenção... se eu não tenho a reciprocidade que espero, como numa festa, procuro outra roda... mas não preciso dizer desaforos doídos a quem não me deu atenção, sem nem pedir licença (até porque sou invisível para eles), vou buscar uma bebida e ver quem eu encontro de interessante no caminho. ah, e como tem gente interessante nesta festa, heim!” (Mariana)

Falta BOM SENSO. Falta em todas as áreas, inclusive no mundo virtual. Não importa o grau de escolaridade, o nivel social, economico, cargo, sobrenome, ou se a pessoa é uma celebridade ou não. Bom senso não se compra.” (Jemima)

Mesmo lendo sempre todos os blogs das amigas, não me sinto na obrigação de comentar em todos os posts. Muitas vezes comento só pra mostrar que estou acompanhando, que estou lendo e tal, às vezes até só pra dar um apoio, quando não posso ajudar em nada, mas sem obrigação.” (Renata)

Prefiro que a pessoa NÃO comente do que aqueles comentários que vc tem certeza que a pessoa não leu o que vc escreveu. Fica feio.” (Mari)

Acho que a dedicação uma blogueira aos seus leitores se manifesta no cuidado com as postagens, pra fazer uma coisa que as pessoas gostem de ler.” (Lia)

O que não pode de jeito nenhum?
-cobrança
-grosseria
-evangelização
” (Vanessa)

Agora perguntas de leitoras sem resposta, em emails, comentários, twitts, eu acho triste! Acho mesmo que a gente tem que tentar responder tudo que nos é questionado sobre o assunto postado. Só nesse quesito que eu enxergo a "obrigação"!
O resto depende muito de nós mesmas. Do nosso empenho e qualidade do Blog. As conseqüências virão, sendo boas ou não
!” (Bruna)

Já recebi muitos convites que depois encontrei simplesmente copiados e colados em outros blogs, mais ou menos assim: "Adorei teu blog, que máximo! Estou divulgando meus cupcakes, passa no meu blog"... olha, meu espaço foi construído com carinho e não é mural de faculdade onde se faz propaganda de qualquer coisa. Só divulgo um produto se eu conhecer e aprovar... blogs que só têm uma promoção atrás da outra acabam ficando desinteressantes. Parece que só querem fazer volume de seguidores, o que já não avalio como necessariamente um blog que produza textos de qualidade ou que vão me ensinar muita coisa.” (Ingrid)

Comecei meu blog este ano e é lógico que todos os dias abro ansiosa se tenho mais algum novo seguidor - nunca tenho! Me considero aquelas meninas mais novas da escola, tentando andar com as super populares mas ainda meio de escanteio. Isso me desanima? Claro que não, me dá vontade de elevar o nível dos meus posts e analisar o que estou fazendo de errado prá tentar ser cada vez melhor nisso.” (Cris e Melissa)

“...se for comentar num post, precisa ser SOBRE o post. Nao acho que precisa comentar por comentar, nem sair por aí comentando só pra conseguir gente que te siga. Se tem uma coisa que eu odeio é comentário de gente que nao leu o que tava escrito. Prefiro ter um post com 3 comentários otimos do que um com 30 vazios.” (Carol)

Se tem coisa que eu não diria pessoalmente para uma pessoa, também não direi em um blog (ou no facebook ou twitter etc). Neste ambiente, as opiniões, dependendo onde são proferidas e o modo que são colocadas, ecoam de maneira irreversível e fazem um estrago muito grande. Creio que muitas começam um blog pensando em seguidores, em somar coleguinhas e não em trocar informações e idéias. E começar assim significa não ligar muito com o que cada blogueira diz ou pensa, é não ler com carinho um texto, é deixar de se identificar com uma outra colega. Por isso, não sou do tipo de enviar e nem de postar selinhos.“ (Ana Paula)

Acredito que nesse manual não pode faltar um tópico abordando os comentários anônimos. Toda opinião é bem vinda, desde que a pessoa assuma o que pensa e não tenha medo de colocar seu nomezinho.” (Ananda)

LINKO QUEM ME LINKA: a não ser que o blog seja MUITO ruim, aí não dá, né? Acho gentil, e mais uma vez, não custa nada. Não vai queimar o filme do meu blog ter aquele link ali. Quem não gostar do título, simplesmente não vai nem clicar... E vamos falar a verdade, tem dias que a gente está de ovo virado e não quer saber de curtir e nem comentar. Igual na "vida real".” (Juliana)

As vezes eu leio que nasceu o dente do filho da fulana. Pra dona do blog, que escreve como uma recordação para o filho, isso é ótimo, mas para mim (a leitora) é algo normal e eu não me sinto na obrigação de deixar algum tipo de comentário.” (Gleice)

Acho que o blogroll de uma blogueira é como sua bibliotequinha virtual de blogs, e daí, só linkar quem eu realmente curto, tenho afinidade ou coisa do tipo!” (Marina)

“...estou tentando me livrar de todas as culpas maternas, vou começar agora a criar culpas bloguísticas? então voto por educação e menos neuras de nossa parte, mulherada (que a gente já curte uma neurinha, não?)” (Roberta)

*****

Quem quiser ler todos os comentários na íntegra e sem recortes "parciais", é só voltar lá no post!

Compartilhar

14 comentários:

Mari Hart disse...

Concordo MUITO com a Mariana, Renata, Bruna e Ingrid. Muito mesmo.

E eu ri do meu comentário aí, hahahaa... Resumindo já que não voltei nos outros posts da série: Eu linko os meus preferidos de ler (como vc por exemplo!), acompanho as atualizações, mas comento qdo tenho algo a dizer, mesmo que seja bobagem e não comentar p/ "bater cartão". Tem pessoas que não me tem linkadas mas que eu gosto então eu linko e vice-versa.

Acho o pedir visita, comentário, pedir p/divulgar promoções, linkar muito de mau gosto! Daí só de birra não vou mesmo! Humpf.

Acho muito feio uma pessoa te visitar 3, 4 vezes e vc não retribuir o carinho mesmo que dando um "alô" no blog alheio. Feio mesmo, parece que a pessoa caga p/quem lê e um blog é feito de seguidores e comentários. Isso não quer dizer que eu visite TODAS as pessoas que entram no meu, mas se vejo a figurinha carimbada, faço questão de saber quem é. Se a pessoa não tem blog, peço o e-mail, mas acho muito importante o outro saber que vc leu e que ela fez a diferença. Isso é associado a relação mais pessoal que gosto de ter com minhas leitoras. Falo sobre minha vida pessoal, meu cotidiano, então gosto de saber quem está me lendo. Talvez se fosse um blog mais "profissional" eu não teria a mesma postura.

Respostas genéricas tipo copiou colou, tb é Uó! Cabe bem ao comentário da Ingrid citado no post. Muita gente diz que não tem tempo de visitar. Mas se a pessoa criou um blog deveria imaginar essa interação e reservar um tempo p/isso assim como reserva tempo p/o salão por exemplo.

Por hj é só, já falei demais, tô elétrica de tanto café a essa hora! ahhahaha... Beijos queridona!!!! =))

Karin Petermann disse...

Oi Camila,

Eu li os três posts do manual. Acompanho diversos blogs,digamos, "famosos", eu sei que essas blogueiras, RARAMENTE irão entrar no meu blog, porque o blogroll delas é gigante, a quantidade de comentários absurda... ela nem devem ter tempo de saber quem eu sou ou o meu blog. Mas e daí? Eu gosto delas, gosto da maneira que elas escrevem... enfim, acho interessante!
Não me importo que elas não me linkam. Sou pequenininha ainda, mas quem me linka, sempre procuro saber quem é e talx, ver se ela tem algum assunto interessante, porque ela achou que o meu blog é interessante pra ela.

Eu acho bobo quando as pessoas colocam anônimas, afinal de contas ela tem uma opinião, pode ofender, doer, mas sei lá, acho que no fundo elas nao tem muita coisa pra fazer e não fazem muito parte desse mundo aqui!

Acho que o que você fez foi bem legal, pelo que eu vi, deu uma certa repercusão.
Aprendi a gostar desse mundo e a participar, muitas vezes me sinto um peixe fora d'agua, mas e dai, to me desenvolvendo... um dia quem sabe!!!

beijos

karin
www.mamaeecia.com.br

A mãe dos Gêmeos disse...

Concordo com a cris e melissa, tbqm comecei meu blog este ano e fico ansiosa para saber dos comentários e seguidores, mas assim como todas não vou seguir todo mundo que entra so para ser seguida tem que ter interesse para poder seguir tbem.
Bjos
Ana
http://amaedosgmeos.blogspot.com/

Mari Rocha disse...

Olá Camila,
Impressionante como os assuntos que estão sendo discutidos no seu blog vieram a calhar com o processo que estou vivendo de retorno à blogosfera! Cheguei aqui pela blogagem coletiva, e já queria ter escrito antes sobre o post do bullying. Escrevi um blog por mais de um ano. Então resolvi parar. Fiz um post encerramento e tudo! Eu estava me sentindo isolada na blogosfera materna. Por muitos motivos diferentes, mas basicamente ligados a dois pontos: a minha experiência real de maternidade (que inclui o mal compreendido e mal aplicado Nana Nenê) e o meu isolamento na blogosfera. Não sei se era porque eu não entrava no esquema trocar selinhos-comentar em todos os blogs -linkar todos os blogs ou se é o meu estilo de escrever que não agrada. O fato é, que assim como a Melissa que comentou no seu post, pouquíssimas pessoas seguiam meu blog, e mais raras ainda comentavam. Me senti sozinha mesmo, isolada, excluída. E decidi largar mão. Fiquei quatro meses sem escrever, até que conversando com amigas sobre as pessoas que - para a minha surpresa- continuaram acessando meu blog EXATAMENTE EM BUSCA DE INFORMAÇÕES SOBRE O NANA NENÊ, me convenci que eu deveria voltar a escrever, nem que fosse para ajudar cinco mães anônimas, mas mães reais. Então voltei. E duas semanas depois veio a blogagem coletiva sobre maternidade real, e aqui no seu blog essa questão das etiquetas. Sabe? Tomei uma decisão muito importante pra mim: simplesmente excluí a opção de comentários. quem quiser me escrever, pode fazê-lo por email. Com isso, o sentido da minha blogagem ficou mais puro, mais claro. Escrevo porque tenho uma prazer imenso fazendo isso. Agora não fico esperando retorno, comentários. Vez ou outra recebo um email. E todos que recebi foram muito especiais porque vieram de pessoas que ficaram tão tocadas com o que escrevi que se deram ao trabalho de escrever mais do que cinco palavras, escreveram um email. Elas realmente não podiam deixar passar em branco aquele sentimento, aquela ideia, aquela opinião. Foram poucos emails, mas foram tão especiais! Respondi a todos, com prazer, como se escrevesse para amigas de verdade, amigas reais. É isso. Estou contanto aqui minha experiência porque tem muito a ver com tudo isso que tá rolando no seu blog, e na blogosfera materna de forma geral. Essa simples decisão de cortar os comentários foi libertadora pra mim. beijo e parabéns por este espaço de trocas que é seu blog.

Ana Campos disse...

...o comentário de (Cris e melissa)seria o meu comentário...fico me sentindo fora da tchurma...mas passa logo...rs

Ana disse...

Super concordo com os comentários. Eu mesma sou o tipo de leitora que não me sinto obrigada a comentar, faço isso raríssimas vezes. Comento quando gosto muito do post, e quando tenho tempo pra isso. Como a vida é corrida e tem vários blogs que gosto de acompanhar muitas vezes prefiro sair lendo do que perder tempo comentando. Já entro nos blogs do meu perfil de tal modo que saibam que estive ali, e se estive é pq gosto do blog. Não faço a menor questão de ter seguidores e meu blog linkado em outros blogs. Fiz um blog para minha família acompanhar, já que moramos longe. Inclusive ele anda mega abandonado...Sabe Camila tem muita coisa na internet que nos desanima, post plagiados, fotos, gente sem educação, comentários anônimos. Mas acho que as coisas boas superam isso tudo. Foi bom ler que muita gente que comentou seus post, pensam assim como eu. Abraços!

Ateliê da Beta disse...

Olá, Camila!

Bom, eu li as três partes do manual, da mesma forma que leio quase que diariamente seu blog. Concordo com bastante coisa que foi dita e discordo de outras. Não tinha algo interessante a acrescentar, por isso nunca comentei, mas, seguindo o “manual”, o que estou fazendo agora e acho que é uma forma de reconhecimento também para quem se dedicou tanto em escrever a postagem, é comentar dizendo pelo menos que estive presente acompanhando e incentivando a blogueira a continuar com essa dedicação ao escrever. Beijos e prazer, Beta! ;)

Juliana Ramos disse...

O que a Vanessa falou, e eu não tinha pensado, mas tbém não gosto: Evangelização.

E adorei a Roberta querendo simplificar... Pq as mulheres só complicam, né? rsrsrs

No geral, já tinha lido tudo e concordo geral!!!

Educação + Gentileza = "Esfera Bloguística Materna em evolução"

Parabéns pra gente!
E pra vc, que esse Manual ficou incrível!
Sempre que eu precisar vou linkar e mandar uma pessoinhas pra cá!!!

Bjos

Bruna Monteiro disse...

Camila, vi que você citou uma parte do meu comentário falando da nossa única "Obrigação"! Achei que você fez um resumo legal de tudo e prolongou essa assunto o tempo suficiente pra muita gente absorver algumas coisas importantes! Menos nóias e cobranças e mais "prazer" pra blogosfera. PELO AMOR DE DEUS!

kkkk...

beijos pra tu

Bruna

www.maetamorfose.com

Anne disse...

Um brinde às blogueiras bem resolvidas que não ficam de mi mi mi!!!!!
E ao mesmo tempo promovem discussões profundas, aprendem umas com as outras e não enchem o saco alheio...hj eu to do peru!!
Bjo

Beatriz Zogaib disse...

Camila, tentei comentar no post anterior, mas acho que minha net teve problemas! Quero dizer que, para mim, uma nova blogueira (há 4 meses!), é muito util saber o que pensam vocês todas. Cada uma tem seu motivo para ter um blog e, por isso, uma conduta certo? Eu estou conhecendo todas e ainda nem conheço muitas, mas meu foco é mais escrever mesmo... De todo jeito sigo quase todos os blogs que conheço como forma de acompanhá-los e, daí sim, com o tempo, ver se vale ser "fiel", como vc citou antes e acrescentar na minha lista de blogs (pois lá acho legal colocar os que eu acho melhores de fato). Não significa que se um blog ainda não está lá não é bom, pois pode ser que eu nem tenha tido tempo de conhecê-lo, afinal um post não fala pelo blog todo né? E o meu gosto pode não ser o seu...
Eu tenho blogs na minha lista que não me linkaram... Cada um faz o que quer. Mas, como novata, também tenho que dizer que percebo uma preferêcia pelas "celebridades" da blogosfera, blogs que tem trocentos seguidores e comentários, mesmo que ele seja mais ou menos.
Vc é uma dessas celebridades, mas seu espaço tem conteúdo, ótimo texto e informações interessantes, o que me faz querer fidelizar mesmo. Agora, será que todas selecionam pelo conteúdo? Acho que não, nem todas... Me parece que, assim como alguém disse aí, o interessante é ter seguidores, ser visitado, fazer parte do todo.
Bem, só queria deixar meu parecer, sem que vc precise criar outra parte do manual hein?
Beijos
Bia (www.vidadamami.blogspot.com)

May Ishii disse...

Mulheres complicam. Mães enlouquecem! HAHAHAHAHA!

Uma ótima semana ami!

Mil beijos!!!!

May
http://studiomayishii.blogspot.com

Naiara Krauspenhar disse...

Adorei o comentario da Karine... rs
Daqui, não dos que postou.
Porque eu tambem comento em alguns blogs a seculos, acompanho, curto um monte. E mesmo assim algumas delas nuuunca visitou meu blog... ou se visitou nunca deixou um alo.
Mas eu não vou deixar de acompanhá-las por isso, porque eu adooooooro o conteudo de seus blogs.
Não vejo essa obrigação de comentar no meu blog porque eu comento no delas.

BJoooooooooo

Suzana disse...

Nossa, Camila, que honra para mim aparecer entre esses comentários! Obrigada! Como eu não sou mãe, não dou opinião no assunto maternidade, mas procuro guardar todas as dicas, comentários, opiniões, seus e de outras mamães, para usá-los com os meus futuros filhos. Graças a tanta coisa bacana, acho que qdo eu tb fizer parte da blogosfera materna terei muita propriedade para opinar.

 
Licença Creative Commons
O trabalho Mamãe Tá Ocupada!!! foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.mamaetaocupada.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.mamaetaocupada.com.br. Paperblog :Os melhores artigos dos blogs