quinta-feira, 14 de abril de 2011

"O NOSSO MANUAL" - parte II (de quantas, Camila?)

Considerei como o assunto mais polêmico o tal do “me linka, que eu te linko”, “me segue, que eu te sigo” e etc. Há diversas opiniões controversas: tem gente que acha educado linkar, seguir e retribuir comentário e eu também acho. Mas, na prática, a teoria é diferente.

Existe uma questão simples do tempo para nós, mães, esposas, donas de casa, trabalhadoras e enlouquecidas carentes de uma coisa tão importante: tempo. Não dá! Sabe quando a gente finalmente se dá conta de que não é Super Mulher? Então, a mesma coisa, não somos Super Blogueiras! A última blogagem coletiva da Maternidade Real me mostrou isso, li e comentei em tantos, mas tantos posts e ainda assim faltaram muitos.

Outra questão chatinha é a porcaria do protocolo para comentários, poderia ser mais simples, menos burocrático, não é, querido Blogger, Wordpress e afins? Agora, captcha, gente??? Hora de mudar as configurações, por favor!

(Esse é apenas um dos motivos da porcentagem de comentários ser tão baixa, como foi comentado, em torno de 5% das visitas comentam. As minhas estatísticas confirmam, às vezes o percentual é até menor do que 5...)

Linkar, seguir, comentar de volta, retribuir visitinha é muito educado, mas requer tempo, passa por uma certa “burocracia” e exige algo que foi bastante falado: empatia, identificação e interesse com o post, com o blog e com a blogueira. A gente pode ir até checar quem é o novo visitante e a nova comentadora, mas se não rolar empatia, identificação e interesse, dificilmente nos tornaremos leitoras, comentadoras e seguidoras fiéis de um blog.

Eu consigo pensar em vários “perfis” de blogs e tenho sim as minhas preferências, empatias, identificações e interesses, como posso apostar que o mesmo acontece com vocês, seja na blogosfera, ou na vida real. Ser simplesmente simpática, pode não bastar, gera uma visitinha ou outra, mas não a “fidelização”, entendem? Nada que seja diferente da vida real. Eu posso ser muito educada e simpática no elevador com os meus vizinhos, mas eles não são meus melhores amigos e freqüentadores da minha casa, concordam?

Lamentar não resolve, bombar o Twitter e o Facebook com o que eu considero o “spam das redes sociais”, também não. Podem até me criticar, pois eu divulgo cada post novo nessas redes, porém, faço isso pensando naqueles que precisam de um “lembretezinho” para acessar o blog, como a família e os amigos não blogueiros, coisa que funciona e eles agradecem. (De nada!)

Assim, me sinto tranqüila para afirmar que não é do Twitter ou do Facebook que vêm os maiores acessos e comentários. Da mesma forma que percebo, a cada dia e a partir dos sábios comentários, que a qualidade do se publica e o carinho com que se elabora tal publicação são os maiores geradores de resultados!

Compartilhar

21 comentários:

Sandra Hellen disse...

Apesar de ainda não ter manifestado minhas opinião desde o momento da pesquisa sobre o "manual", venho acompanhando cada comentário e cada novo post...e sobre o post penso que esse negócio de me "segue" que eu te "sigo" não funciona...é bem isso que você falou, tem que ter identificação com o blog...eu mesma sigo alguns blogs que quase nunca comento nada (como o seu) somente pq curto lêr os post...e outros que me seguem que eu não sigo pq não me identifico, simples assim! Se é certo? É certo pra mim!! Não vou seguir por conveniência ou por ibope...

:-)
Beijos

Carol Garcia disse...

kkk...
e é assim mesmo.
eu já tive a época de retribuir, ficava louca se não ia até um blog novo pra agradecer ou conferir o conteúdo.
também sofri pacas por conta dos tais selinhos.
adoro, acho lindas demonstrações de reconhecimento e carinho, mas chegou um ponto que eu não conseguia cumprir as tarefas todas e ficava sem graça de não dar continuidade a brincadeira.
recebo os selinhos mas nem sempre dá tempo (ah, o tempo) de postar ou publicar.
acho uma pena.
mas hoje, com novos seguidores e etecéteras, dou um pulo, vejo o blog, leio. se gosto, recomendo, se acho algo interessante e eu tenho o que falar, comento. se não me agrada taaanto assim, passo.
estou mais prática com essas questões, mas sem perder a educação.
ótima série, né não?
bjocas

Juliana Ramos disse...

É... a gente não pode esquecer desse precioso tesouro: O Tempo!!!

Mesmo os blogs que eu ADORO, às vezes não tenho tempo de comentar...

Também posto no FB e no Twitter o link dos novos posts, pelo mesmo motivo.

Post APROVADO em todos os aspectos!!!

Bjos

Liane disse...

Você falou tudo! Esses protocolos para comentários são ultrapassados. E eu ainda tenho uma desvantagem, leio pelo reader, então pra comentar tenho que entrar no blog e aí sim! Muitas vezes me dá preguiça. Só comento quando realmente o assunto me desperta interesse.

Beijos e to adorando as postagens.

A mãe dos Gêmeos disse...

Acho que vc está certa, é legal vc seguir quem te segue, mas nem sempre o que a pessoa escreve seja do seu interesse no momento, pode ser que daqui um mês este assunto te interesse ou não, acho que principalmente devemos ter a liberdade de escolher o que queremos ver e ler.
Acho que isso sim é uma regra que deveria ser geral!!!
bjos

Lia disse...

A questão é: pra quê eu criei um blog? Pra fazer amigos, tipo numa rede social? Pra ser popular? Pra ter cada vez mais acessos? Se for, provavelmente vou ficar vendo se todo mundo da minha blogroll me linkou, se a fulana em cujo o blog em vivo comentando está comendando nos blogs das "concorrentes" e no meu não, enfim... uma nóia.
Eu criei meu blog como um espaço pra escrever (adoro!), compartilhar minhas histórias, meus pensamentos, com quem quer que queira ler. Mesmo que fossem só uma ou duas pessoas. É legal tem um retorno de muita gente? Sem dúvida! É ótimo saber que o que a gente escreve desperta o interesse das pessoas, suscita reflexões, diverte, emociona, ajuda. Mas o que é mais gostoso que receber esse carinho espontaneamente, sem ter de ficar "fazendo um social"?
Por isso as pessoas que estão na minha blog list podem saber que estão lá porque eu gosto do que elas escrevem, e não porque estou querendo retorno delas. As que não estão, muitas vezes é porque ainda não tive tempo de conhecer direitinho seus blogs. E são centenas...

Martha disse...

Camila.. excelente assunto para a 2º de muitas do "manual".

Sobre esses assunto realmente eu já vi de tudo. Gente reclamando da "obrigatoriedade" de retribuir a visita. E gente reclamando do "descaso" do visitado. Já ouvi falar até em estrelas da blogsfera!..

Na verdade acho que, como todo resto, o que vale é o bom senso. Eu seria hipocrita se dissesse que não fico ansiosa esperando um comentario e até uma retribuição de um comentario. Mas, como vc, acredito na empatia, na falta de tempo e em todas as coisas que nos empede de vistar e comentar nos 30"0 milhoes" de otimos blogs maternos da rede.

Então o bom senso impera. Na maioria das vezes, não peço retribuição ou comentário... São bem vindos os que visistam e os que comentam e contribuiem com a troca de experiencias.

E se tem aquela q eu adoro mas q nunca retribuiu as minhas visistas e muitos comentarios, eu continuo lendo, pq adoro (rs!), e comentando quando eu achar que vale a minha contribnuição.

Eita.. é assunto para muitas partes!
Bjs

Graciane Ivanow disse...

Concordo, Camila. Eu mesma era uma frequentadora assídua do seu blog, mas com a falta de tempo eu mal posto no meu. E não é tod blog que me identifico tbm não, por exemplo, os de maquiagem eu entro mais é para ver tutoriais e não fico comentando. Mas adoro seus posts, por isso, quando posso sempre comento, tá?
Beijocas.

Gisella Baptista disse...

Camila,
Acho que nem preciso dizer que concordo plenamente, né?! Como te disse no outro post, acho mesmo que o gostoso é seguir e comentar apenas e tão somente naqueles com os quais a gente se identifica!
Bjs
Gi

Dê Freitas disse...

Olha, eu não tenho mais nada a acrescentar, concordo com cada vírgula que a Lia escreveu. Claro que com o tempo, me surpreendi com esse universo, me apeguei a varias pessoas, me recenti por nunca ser atendida em pedidos de ajudas feito em um ou outro, mas no geral...não tem como ficar na nóia. O mais gostoso sem dúvida é receber o carinho espontaneamente.
bjs,

Anne disse...

puxa é muito complicado.;..
a verdade é que eu tento sim retribuir gentilezas...
tento linkar (as vezes até mesmo linkando gente que pouco conheço) para ser democrática, pensando que quem me visita pode ter vááárias opções de mommyblogs para escolher. mas a verdade é que não valido todo mundo que sigo. sigo muita gente!

tento visitar quem percebo que me comenta bastante, mas é natural, respeitando o tempo e a qualidade do comentário. porque buscamos afinidades e não encrencas!

Não suporto que cobrem esse tipo de retribuição.

assim como comento uma porção de gente que não me comenta, e eu não ligo...

mas é o que vc falou, tenho afinidades nítidas. e ok...

vejo blogs de mães que pensam exponencialmente diferentes de mim, mas fazem bons materiais: comento, aprendo. vejo posts que estimulam preconceitos: ignoro.

vejo posts que formentam discussões vazias: leio, reflito, às vezes mando email para a pessoa. dificilmente gosto de alimentar essas discussões... passo

agora a cobrança me mata.

Anne disse...

faltou eu te mandar um beijo??
beijooooo

Dione disse...

Camila, escrevi um testamento, quase que um post, para comentar. Mas é claro que ele sumiu. Só vou dizer então que tb acho que tem que ter empatia, gostar do que a mamaãe tá falando, rolar uma sintonia. Tenho poucos seguidores. E a maioria nem tem blog, são pessoas que conheço e que gostam de saber da Nina Só linko um blog que eu gosto. Até já andei faxinando minha lista, mas nada pessoal. É que gosto de ler todo mundo que tá lá. Se tem demais, me atrapalha (tempo, tempo, mano velho).
Beijos! Amanhã volto aqui pra ler mais!!!!

Fabiana disse...

Achei o comentário da Lia perfeito! Exatamente o que penso em relação a isso.

Aliás, interessante que eu cheguei "agora" nesse mundo dos blogs públicos. Não sei se vc ainda vai abordar o tema "segurança" nesse manual, mas por algum tempo mantive o meu blog como privado por medo da exposição.
Afinal, minha família está ali.
Depois percebi que além de gostar muuuuuuuito de passear pelos blogs e AMAR escrever, eu poderia delimitar meu espaço de intimidade abordando os temas de forma que não sentisse minha família sendo invadida.
Bem, por enquanto tem dado certo!

A minha lista acompanha os blogs que sigo e eu sigo os blogs que gosto de ler. Acho mais fácil acompanhar as novidades pelo painel do Blogger. Não sinto que estou premiando alguém por ser sua seguidora. Apenas afirmando que gosto e tenho interesse pelo que ela produz. Agora, se deixar de me interessar por alguma leitura... deixo de ler, deixo de seguir... lógico, não?! E jamais imaginei que estaria magoando alguém por isso.

Ah! E comento quando tenho algo a dizer! E eu sou tagarela que só!rs

Beijos
http://2-ao-quadrado.blogspot.com

Aretusa disse...

Oie!!
Ai, gente, gostei de novo!! Mesmo sem seguir o blog oficialmente, adoro vir aqui, ler e comentar!!
Acho legal seguir um blog pois é uma forma de você saber o que tá acontecendo lá.
Bem, eu adoro uma promoção e tem muito blog e sites nos enchendo de possibilidades incríveis de ganhar, desde que siga ou dê RT mil vezes e etc... Acho exagerado e cansativo, além de encher o saco de muitas pessoas que não tem nada a ver com a promo, mas convenhamos, não deixa de ser uma jogada de marketing, você consegue alguns adeptos, mas sem conteúdo ou qualidade, isso se perde, se esvazia e muito!!
Eu prefiro compartilhar aquilo que acho bom e útil e sempre terá pessoas que concordam comigo, outras não, mas é assim mesmo, não é?
Daqui a pouco vira um post, então paro por aqui!!
Beijocas.

Aretusa, mamãe da Doce Sophia

Ilana disse...

Concordo Camila! Meu blog ainda é pequeno, então quando chega um novo seguidor ou comentário eu procuro conhecer o blog da pessoa. Nem sempre consigo. E nem sempre encontro ali algo que eu gostaria de ler sempre. Mas sempre que possível comento o post e digo que gostei da visita. Porque gostei mesmo.
Agora, blogs com muitos seguidores, muitos comentários e muitos acessos, nem se a pessoa ficar conectada 24h/dia.
Também adoto a posição de só divulgar alguns posts no fb (twitter estou resistente a entrar), os que acho mais importantes, porque me sinto fazendo spam mesmo. Pedi para as pessoas que quisessem ler todos os posts me mandar um email, fiz uma listinha e aí envio email de cada post só para os interessados.
E estou adorando essa compilação das regrinhas de convívio blogosferístico.
Beijos!

Aretusa disse...

P.S. Acabei de entrar num blog que amo e está tendo promoção lá de um produto show! As condições para participar? Seguir o blog e um outro que não conheço, dar RT na frase, se tiver twitter, várias vezes e pode fazer um post no seu blog sobre o sorteio, tudo isso lhe dá mais chances de ganhar!!
kkkkkkkk e agora, participar ou não??
Aretusa, mamãe da Doce Sophia

Pinguinho da Mamãe disse...

Camila, acho que vc disse tudo.
Ando super afastada do meu blog e de tantos queridoa, (como este) por simples e pura falta de tempo.
Infelizmente é assim, não dá para visitar todos, todos os dias e sempre fazer comentários, eu mesma, muitas vezes, sempre visto, leio, dou uma passadinha, mas ultimamente, não tenho comentado e entendo perfeitamente quem faz isto...
Muitos beijos
Ju

Marcelo Vieira disse...

Este manual deveria ser publicado em larga escala. Tipo blogagem coletiva.
Cada um tem suas afinidades, o que mais lhe interessa, o que curte ler. Assim não é provável que tenhamos que linkar alguém simplesmente porque seu blog tá lá na lista dele. Isto não é uma obrigação. Tem que ser voluntário. Por exemplo, eu linko um blog porque vejo nele post's que realmente considero bacanas. E isso deve prevalecer.
A blogsfera é muito ampla, é aberta a quem vier, mas fidelizar um blog, como você mesmo disse, só mesmo quem interessa.

Abraços e parabéns pelo post.

Bianca disse...

Tenho tido alguma dificuldade com isso, Camila! tem blogs que amo ler, que costumava até comentar com alguma assiduidade, mas com o nascimento da minha caçula eu abandonei geral minha vida social virtual, mesmo porque tenho lidado com tudo sem nenhum apoio, e tenho me sentido bem sozinha por não poder estar lendo, comentando, interagindo como eu fazia antes. Mas, nessa rede que frequento, de blogs, twitter, etc, sigo muito o que faria tb na vida real, e acho que tem sido esse o caminho para não errar tanto.

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Camila!
Também publico nessas redes sociais cada post atualizado. Vc acredita que as minhas melhores amigas acabam de ler as postagens e me ligam dizendo o que acharam, mas não comentam no blog. Sem motivos. apenas leiem, me ligam e comentam comigo! O número de visualizações confirma, mesmo não bombando de comentários...

adorei essa segunda parte tbm!!!!

 
Licença Creative Commons
O trabalho Mamãe Tá Ocupada!!! foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.mamaetaocupada.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.mamaetaocupada.com.br. Paperblog :Os melhores artigos dos blogs