quinta-feira, 7 de abril de 2011

O nosso manual!!

Esse é mais um dos posts que eu venho ensaiando.

Ensaio, ensaio e não consigo fazer nada.

Apesar do assunto me incomodar diariamente (a etiqueta nos blogs e redes sociais, ou seja, como se “comportar” de maneira educada e civilizada diante das infinitas possibilidades da internet) não consigo chegar a nenhuma conclusão conclusiva, entendem?

O caso do bullying materno já foi discutido ao extremo e a conclusão, desse exemplo, é simples e basicamente a seguinte: “não vem dar pitaco que cada mãe sabe o que é melhor para o seu filho”, certo? É isso mesmo? Para o resumo do resumo, tá bom, vai!

Mas antes da discussão e da polêmica tem o “approach”, o chegar perto, virar amiga, criar afinidade, intimidade. Essa, eu diria, é a fase do “estar se conhecendo”, portanto, supõe-se polidez e educação.

E daí, como isso é feito?

Me segue que eu te sigo?

Me linka que eu te linko?

Me curte que eu te curto?

Comenta no meu blog que eu comento no seu?

Me retweeta que eu te retweeto?

Senão... Senão eu vou te dar um block, um unfollow, te deleto, te denuncio, como é, gente?

Hoje o post é de vocês, porque eu ainda não consegui determinar o tom que eu quero dar para o assunto, então quero e preciso ouvi-las em primeiro lugar.

O que acham?

Deve haver um “manual de etiqueta” ou um “código de educação” para as relações nos blogs, redes sociais e afins?

Eu acho que sim, afinal a internet tomou rumos bem diferentes de uma Terra de Ninguém.

Mas, quais são as regras?

O que é permitido?

O que é extremamente proibido?

Agora é a hora de dar pitaco, vamos lá!

(Aguardem e cobrem o post reunindo tudo o que foi dito e elaborado por vocês para o futuro “Manual de Etiqueta de Relacionamento Educado e Civilizado na Internet”).

Compartilhar

59 comentários:

Lu disse...

Oi Camila, posso falar? hehe... Eu acho q "me segue q eu te sigo" é até aceitável, afinal, não custa nada, né? Eu penso q se alguém gosta do q eu escrevo e me segue, é até delicado da minha parte seguir a pessoa também... Masss... não acho q eu tenha q comentar todos os posts dos blogs de todo mundo q comenta no meu.. E se aquele assunto do post não for tão interessante pra mim? Vou escrever um "Oi querida, beijo, tchau"? só pra marcar presença? Às vezes o assunto até me interessa, mas eu não tenho nada a acrescentar, nada fofo, interessante ou legal pra falar... não falo, ué!! Eu acho q o lance do bom senso e do equilibrio é tudo, né? Não precisa comentar todo dia, mas também nunca comentar nada, ignorar a coitada q me escreve sempre, com carinho, é feio também...

beijo!
Luciana
http://graozinhodebico.blogspot.com/

Blog da Pandinha disse...

Camila, apesar de sermos maes, ou seja, uma afinidade, nao quer dizer q vc precisa gostar domeu blog ou lermeu blog. Gosto do seu (e de varios outros) sem obrigaçao. Tenho barias pessoas queme leem e eu nem sei como éo blog.e vice e versa! A regra chama-se "liberdade para agir"! Beijos

Suzana disse...

Oi, Camila! Bem, já falei aqui antes que adoro seu blog, mesmo ainda não sendo mãe. Gosto muito da maneira que vc escreve e como compartilha suas experiências maternas. Tb leio outros blogs de outras mamães. Aliás, sempre descubro um blog novo e interessante por meio dos blogs maternos de vcs e vou reunindo todas as dicas para o dia que eu me tornar mãe.
Qto ao assunto do post, eu tb tenho um blog, mas nunca tive problemas com comentários maldosos. Acredito que no seu caso, devido ao tema que vc aborda, a situação deve ser muito mais complicada. As pessoas gostam de dar pitaco na vida alheia, é típico do ser humano e a internet permite uma falsa ideia de anonimato, o que leva as pessoas até agredirem umas às outras. Mas creio que as relações virtuais exigem o mesmo respeito dispensando às relações reais. Todos têm direito de expressar suas opiniões, mas sempre respeitando a opinião dos outros. Acho que com educação e tato é sempre possível falarmos o que pensamos sem agredir ninguém.
Espero não ter fugido muito do tema e desculpa o tamanho do comentário.

Jackie disse...

Oi querida eu acho que as regras deveriam ser as de educação básica!
* " se não tem algo bom a dizer a outra pessoa, cale-se",
* retribua o carinho que as pessoas tem com vc,
*seja educada e polida ao expressar a sua opnião,
*respónda as perguntas que fazem a vc, pois se vc não tem tempo ou não quer responder pra que vc quer que as pessoas siguam vc? .... e por aí vai , ( minha opnião).

Flavia Bernardo disse...

Bem, confesso que nao entendi muito bem o que vc diz de manual (leasada, eu?). rsrsr

Provavelmente aconteceu alguma coisa na blogosfera que te motivou a escrever isso. Mas eu nao faço desse jeito não. Comento quando gosto do assunto, retuito algo quando acho interessante compartilhar com a TL, só sigo blogs que eu vá querer ler no meu reader (e nao por causa de promoções), nao fico implorando por comentarios nem seguidores em blog....enfim, o meu blog pra mim é puro prazer. E blogar pra mim é isso...leio, as vezes comento, as vezes nao...essa obrigaçao de comentarios é que cansa, sabe?

Acho que nao tem que ter regras...

Beijao!
Flavia

Gisele Fiedler disse...

Camila!
Tambem vejo dessa menaira, pois já tive visitas no meu blog e senti que estavam visitando só para ter mais seguidores, só para ter record de comentários, sabew E não é por aí...eu comento em vários blogs como se estivesse batendo papo e não esperando que retorne um comentário no meu blog para eu ter muitos comentários...comento pois sinto vontade...acho que a regra está aí..tem que ser de coração!

O que é para mim proibido é perder tempo comentándo num blog com ofensas e criticando de uma maneira bruta, acho o fim da picada, mas sim, tem pessoas que acordam e entram nos blosg e procuram alguém para atingir. Acho o fim!!!

Estamos aqui para trocar idéias, experiências, aprender com pessoas boas como vc e não para ofender e magoar, né?
Sim todo mundo pode ter opinião diferente e podem se expressar, mas de uma menira contrutiva, né?

Então a minha regra é a seguinte, é comentaar com coração....como amiga!

Bjuuu e o meu post do dia 08 já está pronto, rsrsss amanhã é dia da blogagem coletiva!!! Vamos que vamos!!!! :)

Mariana - viciados em colo disse...

oi camila,

acho até que já escrevi sobre isso: acho que as regras de uma boa educação no mundo real servem para o mundo virtual. devemos nos comportar aqui, da mesma forma que nos comportamos numa praça, numa festa!

sobre o pitaco: se estou expondo uma situação espero ouvir opiniões, respeitosas, claro! é diferente de alguem chegar condenando e criticando, ou dando pitaco numa situação que já está decidida. mas quem abre a boca numa roda, não pode esperar que todo mundo só diga amém...

abordagem: não sigo todo mundo que me segue e sigo várias pessoas que não me seguem. normalmente quando começo a seguir uma pessoa me apresento e digo o que foi que gostei, ou como cheguei ali.

mas não peço visitas e nem para a pessoa seguir de volta - acho o ó quem faz isso!

não acho que eu seja obrigada a seguir quem me segue, pode ser que algo no meu blog interesse a pessoa, mas nada no dela me interesse, para quê vou seguir? para ser educada? é mesmo sinal de boa educação? basta colocar minha cara num quadradinho e nunca mais aparecer lá?

só linko no blog quem eu quero ler todos os dias (minha fonte de atualização é meu blogroll), tem blog que linko lá, mas que nunca me atrai, daí eu tiro da lista mesmo!

só curto no FB as postagem que curto de verdade (não apenas para dizer que vi e passei por ali). não vejo necessidade!

no twitter ainda não faço nada, pq não descobri o poder dele... vou futucar para saber mais!

normalmente só comento em duas situação:
1. quando eu e a autora temos uma certa relação, se é uma pessoa assídua no meu blog (comento mesmo que seja para fazer coro, dizer amém, ou nção dizer nada) ou
2. quando acho que tenho algo a agregar normalmente até contrário ao que se escreve, ou algo contendo a minha experiência, a minha visão (daí não importa se me segue, ou se comenta no meu).

agora se comento muito num blog e nunca recebo uma visita (com comentário, claro!), paro mesmo de comentar, eu heim, vou gastar as pontas dos meus dedos com quem me dá atenção... só volto a comentar se o post for irresistível!

por outro lado não consigo dar conta de todo mundo novo que chega por no meu blog (por falta de tempo mesmo, mas vou dar um jeito nisso)... às vezes faço posts com resposta que é um jeito de dar importância a quem já me deu.

acho que nunca deixei de seguir um blog (nem sei fazer isso!), mas eu tiro da minha lista de leitura e pronto. acho que não se deve dizer a pessoa que está deixando de seguir: desnecessário!

já dei unfollow em muita gente no twitter, principalmente gente que reclama o dia todo (o caso de uma roqueira centenária) ou que fica postando link do próprio blog. se eu quiser ler o blog, sigo o blog, né? basta avisar uma vez pelas outras redes (entendo que tem amigos que nem perfil no blogger tem para virar seguidor do blog)!

se eu não tenho a reciprocidade que espero, como numa festa, procuro outra roda... mas não preciso dizer desaforos doídos a quem não me deu atenção, sem nem pedir licença (até porque sou invisível para eles), vou buscar uma bebida e ver quem eu encontro de interessante no caminho. ah, e como tem gente interessante nesta festa, heim!

é assim que faço será que sou educada?

beijoca


ah... talvez vire um post no futuro!

Priscilar disse...

Adorei o seu blog e infelizmente esse comentário é uma polêmica diária. Achei justo colocar as mamães e leitoras para pensar um pouco em regras, que existem sim, não adianta esconder que não. São essas exatamente, ética da internet, se você faz comigo, faço com você. Não é legal. Obrigada, beijos
Pri (ainda não sou mãe, mas me interesso muito pelo assunto)

Flavia disse...

Concordo com a Flavia e a Mari...

não dá pra fazer um manual e ter regras.

Porque eu mesma, se fizesse um manual só pra mim, fugiria das regras várias vezes.

Acho, que não tem que fazer nada por obrigação e por seguir um manual, eu comento por feeling, por idenficação, porque sempre visito um blog e faz tempo não deixo um comentário. Ou por que simplesmente quero retribuir a visita.

Mas não dá pra ter manual, porque cada um tem seu jeito de fazer as coisas (e viva as diferenças!), claro que tem coisas que são meio obvias e que (no meu caso!) enche o saco. Tipo: comentários que não tem exatamente nada a ver com o post, e acaba com a classica: visite o meu blog.

Uma vez, me emocionei muito com um post de uma despedida, um post sincero e sentido, entrei pra comentar, e acima do meu comentário, tinha alguns do tipo: Passa lá no meu blog que tem sorteio. ou... adorei teu blog visita o meu.

putas! sem noção, total!!

A regra é não ter regra... Mas usar e abusar do senso comum.

Beijão

Renata disse...

Camila, tudo é uma questão de interesse... Seu blog, por exemplo, não fala só sobre seus filhos, mas aborda assuntos diversos... tem gente que se interessa por isso e acaba te seguindo para acompanhar os diversos posts interessantes...

Tu, provavelmente não segue meu blog, e não me importo com isso, mas eu sigo o teu(veja só, não estou pedindo para me seguir,.. heheh peloamordedeus!). Sigo, porque acho bacana, leio se acho interessante, e comento se quero... é assim,... cobranças,... ah... deixa para lá, não podemos levar tudo tão a sério.

O meu, por exemplo, é específico sobre os meus filhos, o desenvolvimento deles, as novidades, efim,... é mais pessoal, é para eles,... um mimo ou presente para o futuro...embora disponível, porque também coloco post de "utilidade pública", dúvidas que também podem ser as mesmas de outras mães,.. enfim, ninguém é obrigado a me seguir, até porque pode não ser interessante para a pessoa ficar lendo coisas tão pessoais...

Inicei meu blog em 2008 e só em 2009, depois que engravidei, tive a minha primeira seguidora... Nunca fui de ir buscar gente... quem se interessar, entra e ponto!

Quanto aos comentários, acho que a questão da educação e gentileza, ou o bom senso em escrever de forma respeitosa um comentário, isso é o ideal, mas quando se trata de internet e ambiente virtual, onde a gente encontra de tudo por aí, infelizmente a gente não pode ficar esperando por isso,...
O negócio é não se abalar e deixar passar... paciência!

Beijos,...ótimo post!

Naiara Krauspenhar disse...

Acho que pra tudo vale o bom senso...
Eu adoro que deem pitacos no meus posts. Sempre falo que tudo que for dito com educação sempre será bem vindo, desde elogios até criticas...

Sobre a questão da obrigação de comentar, ou de seguir.. acho ridiculo.

A gente comenta quando tem algo a acrescentar ou quer deixar um recadinho, mandar um beijo, dar um apoio, seja lá o que for.

Sei lá.
Acho que não devia ser algo complicado.
Bom senso e boa educação deveriam reger essas situações sem necessidade de "regras" ou "conclusões"... mas, isso é meio utópico, eu sei... rs

Não ajudei em nada, mas "tamo aí"!
E porque adoramos estar, não porque temos obrigação.

BJoooooooooo

Mãe de Duas disse...

Manual é um pouco pesado. Acho que DICAS de como se portar na web são sempre bem vindas porque tem sempre gente começando a frequentar essa esfera bloguística. E do mesmo jeito que a gente ensina bons modos para nossos filhos, é bom dar um toque pras colegas do que é aceitável ou não porque ninguém nasce sabendo.
O que pode ser normal para um pode não ser para outro.
Tenho certeza que daqui surgirá ótimos comentários! Vou ficar de olho.
Bj
Priscilla

Jemima disse...

Camila, eu compreendo perfeitamente o que você quis dizer com este post. Mas, depois de um ano me relacionamento virtualmente, tentando conhecer blogs de pessoas ligadas ao universo gemelar e divulgando meu projeto, cheguei a uma conclusão. Falta BOM SENSO. Falta em todas as áreas, inclusive no mundo virtual. Não importa o grau de escolaridade, o nivel social, economico, cargo, sobrenome, ou se a pessoa é uma celebridade ou não. Bom senso não se compra. Como vamos incluir BOM SENSO neste manual? Ele resume tudo!! Bem, esse foi o meu pitaco, mas respeito a opinião de todos. E obrigada por abrir espaço pra falarmos sobre isso. Eu adoro o jeito que vc escreve e te seguiria mesmo se vc não fosse mãe de gêmeos. Porque é raro encontrar blogs com conteúdo inteligente e bem escrito. Um beijo no seu trio. Jemima, fã da Manu.
http://www.vizinhosdeutero.blogspot.com

Renata disse...

Mesmo lendo sempre todos os blogs das amigas, não me sinto na obrigação de comentar em todos os posts. Muitas vezes comento só pra mostrar que estou acompanhando, que estou lendo e tal, às vezes até só pra dar um apoio, quando não posso ajudar em nada, mas sem obrigação. Algumas outras vezes to doida pra comentar, mas li rapidinho pelo celular e não consegui...paciência.
Procuro retribuir todas as visitas e ler todas as pessoas que me lêem, mas nem sempre consigo.
Eu seja, sou enrolada master...rsrsrs!
Concordo com a Mari e com a Flavia, bom senso e educação resolvem quase tudo!
beijos, querida

Mari Hart disse...

Camilota!

Eu acho que esse repúdio aos pitacos, vai acabar travando algumas outras mães com boa vontade em contar a própria experiência e dar sua opinião mesmo que contrária, o que é sempre muito válido em qualquer questão. A linha é tênue e é preciso bom senso para separar uma coisa da outra, nem todos tem. Não pode se confundir pitaco com opinião. Para mim essa é a questão fundamental.

Qto a seguir, comentar e etc... eu sinceramente acho muito chato essa cobrança. Prefiro que a pessoa NÃO comente do que aqueles comentários que vc tem certeza que a pessoa não leu o que vc escreveu. Fica feio.

Procuro ser como sou na vida real, simpática e educada, mas comentário "genérico" p/mim eu nem procuro ir conhecer a pessoa, prontofaleyyymerrrrmo.

Qdo um leitor/seguidor vem 2 ou mais vezes no meu bloguitcho, procuro sim ir saber quem é, gosto dessa relação mais próxima com quem me lê, gosto de saber quem tá do outro lado da tela. O engraçado é que recebo de 800 a 1.200 visitas por dia, mas só uns 5% dão um 'alô'.

Ontem mesmo dei "parar de seguir" em um blog pq entrei várias vezes dei sugestão, opinião e etc e a pessoa NUNCA procurou saber de mim ou responder. Para mim essa relação tem que ser recíproca com quem tá sempre dando uma força, por isso detesto deixar meus leitores sem resposta, embora muitas vezes isso aconteça por muitos não terem blog, contato e etc.

Esse é meu ponto de vista. Bjão em vcs! =)

Lia disse...

Não vejo problema nenhum em comentar nos blogs dos outros e não receber comentários de volta. Não vejo problema nenhum em linkar um blog q eu curto e não ser linkada de volta. Me incomoda um pouco essa carência, essa necessidade de receber exatamente aquilo que você deu. Eu linko e comento nos blogs porque gosto, porque senti afinidade, porque li algo que me despertou alguma reflexão. E não porque eu quero ser amada.
Por exemplo, a Mari, do Pequeno Guia Prático: se ela for seguir, linkar e comentar em todos os blogs que acessam o dela, a menina vai ficar louca! Acho que a dedicação uma blogueira aos seus leitores se manifesta no cuidado com as postagens, pra fazer uma coisa que as pessoas gostem de ler. Prontofalei.

Anne disse...

AÊ!!!!
falou o que eu queria e não tive coragem, arrasou!

se quer saber minha opinião, acho que os relacionamentos dentro e fora da rede devem ser NATURAIS.

essa expectativa de eu "eu sigo e vc me segue" é carência mal resolvida. e é chato, incomoda e afasta os outros.

tem uma pessoa do meu convivio real que acha que os relacionamentos só funcionam assim: eu te ajudo vc me ajuda... claro, relacionamento é troca. Mas tem que ser NATURAL, como eu disse. Essa obrigação é um saco!

Seguir blog, eu até já segui muitos só para retribuir. Mas tb já cancei de unfollar gente que não me agrega nada no tuí...

A regra para mim é: seja interessante que você terá possibilidade de relacionamentos interessantes... vc sabe do que eu estou falando!

Aplausos!!!
bjo

Proprietária orgulhosa do sanatório disse...

Oi Camila, sobre o manual penso que nem deveria existir um, afinal é necessário que as pessoas se conscientizem que a mesma educação que tem pessoalmente vale virtualmente, oras.
Quanto a adicionar, seguir e etc depende da opinião de cada um, eu por exemplo já acompanho seu blog faz tempo, te sigo no Twitter mas nunca postei um comentário.Gosto muito do blog e acho que você tem boas idéias.
Tente se apegar às coisas boas, pessoas agradáveis e a falta de respeito não vai mais lhe incomodar.

bjs

Fernanda e Cecília

Vanessa Cavasotto Leite disse...

Acho um saco essa "cobrança" me segue que eu te sigo. Comente pra retribuir a visita.
Eu desconhecia a blogosfera como rede social até fazer um blog p registrar meus sentimentos com a chegada do meu filho. Fiz pra registrar e manter a família informada já q moro em outra cidade. Eles olham freqüentemente e comentam por telefone/email/pessoalmente e eu jamais vou cobrar comentários nem deles nem das "vizinhas" de blog.
Acho que se importar com números, comentários e esperar retorno é muito infantil. Escrevo pq to a fim, qdo to a fim, sem compromisso nem expectativa d aplausos.
Claro que gosto de comentários, alguns sim. Visitas são sempre bem vindas. É legal qdo alguem vurte (de verdade) o q a gente escreve. E fiz amizades por aqui. Visito e comento qdo o post ou a pessoa me conquistaram nunca por obrigação.
Acho que tem q ser livre e natural essa relação.
O que não pode de jeito nenhum?
-cobrança
-grosseria
-evangelização (me incomoda qdo os evangélicos vem comentar p me evangelizar pqp!)

Bruna Monteiro disse...

Camila,

eu concordo com muitas que estão falando em um manual ser "too much"! Acho que um guia de dicas leves, toques mesmo, já tá legal!

Sobre cobranças, de nenhuma forma eu acho bom! Em tudo na vida, não só no mundo virtual!

Acho que segue quem quer, mesmo! E que comenta quem tem algo pra falar sobre o post ou sobre a autora! A nossa vida corrida não nos permite fazer a política da boa vizinhança "ideal". Não que não seja da nossa plena vontade...

Agora perguntas de leitoras sem resposta, em emails, comentários, twitts, eu acho triste! Acho mesmo que a gente tem que tentar responder tudo que nos é questionado sobre o assunto postado.

Só nesse quesito que eu enxergo a "obrigação"!

O resto depende muito de nós mesmas. Do nosso empenho e qualidade do Blog. As conseqüências virão, sendo boas ou não!

Beijos

Bruna

Desconstruindo a Mãe disse...

Já recebi muitos convites que depois encontrei simplesmente copiados e colados em outros blogs, mais ou menos assim: "Adorei teu blog, que máximo! Estou divulgando meus cupcakes, passa no meu blog"... olha, meu espaço foi construído com carinho e não é mural de faculdade onde se faz propaganda de qualquer coisa. Só divulgo um produto se eu conhecer e aprovar.

Não é democracia, eu veto e deleto, mesmo. Porque já deixei meu contato no blog pra que alguém possa dizer: Ingrid, preciso de ajuda, estou querendo trabalhar e se puderes dar uma mão... eu até farei. Mas descaradamente, negativo!

Outra coisa: muitas vezes a gente interpreta o que alguém escreveu de um jeito diferente do que a pessoa quis dizer. Pode ser porque foi escrito dum jeito ambíguo, ou depende do momento em que estamos. Por isso concordo que bom senso e cautela sempre ajudam.

A gente tenta ser o melhor que pode, dentro de como fomos educadas, do que aprendemos com a vida, com os livros, mas os filhos nos desafiam e sempre colocam nossas certezas à prova, não é?!

E isso de dizer que alguém é uma mãe pior do que a gente é uma coisa tão maluca, parece que é coisa de estar precisando se afirmar. De colocar um blog à disposição do ego pra dizer que é a mãe do ano.

Estou sempre colocando minhas falhas e dúvidas para compartilhar porque tem horas em que as idéias falham. E quero críticas, sim, que podem chegar de maneira educada, assim como deverei fazer em outros momentos.

Muitos blogs que eu inicialmente seguia, deixei de acompanhar, mas devo continuar constando como seguidora. Não fiz questão de deixar de seguir.

E, mais: blogs que só têm uma promoção atrás da outra acabam ficando desinteressantes. Parece que só querem fazer volume de seguidores, o que já não avalio como necessariamente um blog que produza textos de qualidade ou que vão me ensinar muita coisa. Mas aí são critérios que criei pra mim... Tem gente que está em todas e deve achar ótimo, mas não tenho tempo com tudo o que preciso fazer...

E, debate, é bom! Co nhecer outros pontos de vista enriquece a gente!

Beijo Camila... desculpe se fiz uma salada, mas a gurizada está pedindo atenção enquanto escrevo.

Ingrid

Sara Lima Saraceno disse...

Querida, quando vc descobrir, me conta!! kkkk!!
Eu acho que as pessoas ainda têm que aprender a respeitar a opinião dos outros, mesmo não concordando com elas, e não levar para o lado pessoal.
De resto, não acho que o "me siga que eu te sigo" deva ser uma regra não... cada uma segue o que acha interessante e ponto. Também não é pessoal!
Bju
http://vivendoavidacomoelaeh.blogspot.com/

Cris e Melissa disse...

Oi Camila,

Etiqueta na net? hummm, não tenho como dar muitas opiniões pois ainda estou começando neste mundo... Acredito, e sigo, as mesmas regras da vida real. Dou o melhor de mim, gentileza gera gentileza, mas não faço isso buscando retribuições. Comecei meu blog este ano e é lógico que todos os dias abro ansiosa se tenho mais algum novo seguidor - nunca tenho! Me considero aquelas meninas mais novas da escola, tentando andar com as super populares mas ainda meio de escanteio. Isso me desanima? Claro que não, me dá vontade de elevar o nível dos meus posts e analisar o que estou fazendo de errado prá tentar ser cada vez melhor nisso. O seguir não é uma obrigação, considero um elogio à qualidade dos blogs. Beijos
Melissa
www.ideiasdevo.blogspot.com

Liane disse...

Oi Camila.
Espero que as crianças estejam bem. Então esse assunto é realmente legal de ser conversado.
Eu já me estressei bastante com esse tipo de coisa que acontece. Tipo eu sou melhor porque amamentei meu filho até 6 anos e você não. Eu sou melhro porque sofri 72 horas em trabalho de parto e você preferiu marcar a cesária. Eu sou melhor porque uso fralda de panos, ou porque não faço festas em casa de festas, essa série de abobrinhas que vemos por aí.
Eu sou uma ótima mãe pra minhas filhas, não amamentei, não tive PN, uso fralda descartável e fiz sim festas em casa de festas. Sou boa porque cuido, amo, e zelo pelas minhas filhas, porque sento pra brincar, porque cuido e ensino respeito, valores as minhas filhas.

O twitter eu desisti! Acho que os incomodados que se mudem e eu me incomodava ali. Os blogs eu leio quando o assunto me interessa e comento quando me sinto a vontade ou quando posso acrescentar algo, quando me identifico.
E fico feliz quando alguém comenta no meu. Afinal quem não fica?
Eu escrevo em blog desde a gravidez da Clara (7 anos) e hoje o blog pra mim é para guardar nessa memória o desenvolvimento, as histórias engraçadas das minhas meninas. Escrevo por prazer e acho que assim deve ser feito.

Vale a liberdade, vale o bom senso e o respeito. Menos intransigência, menos falatório e picuinha.

Espero ter ajudado com esse testamento. rs
Muitos beijos pra vocês.

Carol Garcia disse...

Camilitcha, querida...
eu tbm não sei se há um manual pra esse mundão de meu deus que é a rede de blogs.
vou falar como EU faço, ok?
Seguintes, eu faço aqui como faria na vida real, uso da mesma simpatia e ética.
sigo os blogs que me interessam, onde já cheguei por alguma maneira e vi que tem a ver comigo.
Comento se tenho algo pra falar sobre o assunto, se tenho vontade e tempo pra pitacar.
Lógico que tenho meus blogs mais queridos, com blogueiros que até já desenvolvi amizade real, digamos assim, nesses, muitas vezes faço questão de dar uma passadinha, ver como estão as coisas, comentar se me é possível.
Sinceramente, esse "sigo quem me segue" vai depender do interesse e da compatibilidade.
Nas postagens o lance é bom senso. Pronto.
Não plagiar, copiar, chupar é lei. Pelo menos pra mim.
Uso as imagens que o google me oferece e as que eu mesma produzo.
Me limito a assuntos interessantes sobre o tema que me propus escrever, que é maternidade.
minha "vida" (não toda ela, lógico, pq a privacidade é um bem precioso) de mãe, minhas dúvidas, conquistas e piadas.
Participo de todo o tricô que me cabe, linko no meu blog, caso alguma outra blogueira me inspire a escrever sobre o mesmo assunto.
Também recomendo todo e qualquer conteúdo que me agrade e que tbm seja interessante ao povo que me lê, comenta, segue. Lógico que dando os devidos créditos.
E sigo feliz assim...
ajudei???
kkk
bjocas

K∂riиє* Smith. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carol disse...

Nossa, ótimo esse assunto! Realmente é um geralzao do que escrevi hj sobre a louca do comentário, hihihih

eu tenho mta opinioes pra esse "manual", mas a verdade é que meu teto é mto de vidro, eu mesma quebraria mil regras!

mas, vamos lá:

- acho fofo visitar de volta as pessoas novas que te visitam. Daí a seguir/agregar ao blogroll, acho que só vale se vc curtir o que leu e quiser voltar

- acho fofo responder as perguntas que te fazem (eu sou péssima nisso, mas tenho planos de melhorar)

- nao acho que SEGUIR precise ser uma moeda de troca: praticamente nao sigo ninguém, nao sei usar a ferramenta e uso meu blogroll pras coisas que gosto de ler todo dia

- se for comentar num post, precisa ser SOBRE o post. Nao acho que precisa comentar por comentar, nem sair por aí comentando só pra conseguir gente que te siga. Se tem uma coisa que eu odeio é comentário de gente que nao leu o que tava escrito. Prefiro ter um post com 3 comentários otimos do que um com 30 vazios.

- pra quem tá em dificuldade e escreveu sobre a tal da dificuldade (grávidas, pessoas doentes ou vivendo uma situacao de merda): precisa ter muito tato ao falar. Detesto quem chega e fala "vc tá louca" e nao fala mais nada. Fico encucada e acho que nao acrescentou nada.

- na hora da polemica: precisa saber discutir e ser educada.

- e finalmente: assinar comentário. SEMPRE SEMPRE. Acho uó comentário anonimo.

ufa, acho que era isso! espero ter contribuído!

beju!

Dê Freitas disse...

OI Cá, tudo bem?

Eu já escrevi isso no blog e até comentei q o manual me ajudaria a não cometer gafes, rs. Mas a verdade é que uso do bom senso, assim como na vida real.

Eu comento quando gosto, qdo tenho algo a acrescentar e até mesmo para pessoa saber q eu estive por lá. MAs a gente sabe que tempo é curto e não dá pra deixar comentários em todos os blogs, todos os dias, só pq alguém acha q isso é legal.

Tb listo um monte de blog no meu de gente q não me segue e nem me lista. MAs são blogs q gosto de ler. Mas assim como a Mari, já parei de acompanhar blog de quem nunca me respondeu se quer um pedido de ajuda.

Bjs,

K∂riиє* Smith. disse...

Acho qure vc fala mais ou menos disso aqui http://flaviashiroma.blogspot.com/2010/10/porque-seus-comentarios-nao-sao.html , certo?

Fabiana disse...

Que tema interessante esse, Camila!
Aliás, essa questão sempre foi o que me afastou da publicidade virtual mesmo achando esse mundo super interessante! Ultimamente tenho tentado me aproximar, mas o faço pelos assuntos que me interessam ou me causam alguma emoção. Tem post's que me fazem chorar, outros me fazem chorar de rir, outros trazem reflexão para a vida inteira, e outros trazem curiosidades valoisíssimas! Quando é assim e tenho algo a dizer ou acrescentar, comento. Sigo os blogs que me interesso pq acho mais fácil acompanhar a leitura diária (aliás, acho que passei a seguir publicamente o seu blog ontem...). Gosto dos comentários pq funcionam como feedback e muitas vezes rendem boas trocas. Como uma amizade tradicional. Jamais pediria a alguém que seguisse ou comentasse no meu blog. Gostoso é exatamente quando o fazem porque quiseram fazer. Porque se identificaram ou apenas porque gostaram da leitura. Acho que beira ao ridículo certas brigas que rolam na internet... e acho um desperdício de tempo e energia não justificado na correria do mundo de hj (principalmente para mães). Bom, é isso! Minha humilde contribuição! Tô doida pra ver o que vai sair nesse manual!
Beijos

K∂riиє* Smith. disse...

Eu acho que tudo é questão de bom senso.
Eu retribuo comentários, na maioria das vezes.
Quando não dá para fazer no dia, vou fazendo aos poucos.
Aliás, são pelos comentários e blogroll que visito os blogs.

Não sigo todo mundo que me segue e sigo algumas pessoas que não me seguem.

Agora, linkar para ser sincera, eu só linko geralmente quem me linka e se tiver alguma coisa em comum, eu acho que meu blog tem um número bacana de visitas e pelo sitemeter posso ver para onde eu mando meus visitantes, acho justo, já que "estou indicando", "a pessoa me indicar", mas acho que isso deve ser feito de maneira natural, sem pedido do tipo: "te linko e vc me linka".

Não sou muito ligada nessas paradas de regras ou de etiqueta, escrevo meu blog e espero que as pessoas me leiam, mas não fico preocupada com números, nem de seguidores e nem de comentários.

Twitter eu uso até, mas ainda não sei usar muito bem.

Agora, se eu comento no blog de alguém , faço uma pergunta, comento de novo e sou ignorada, ignorada a pessoa será.

beijooo

Ana Paula disse...

Cai aqui por meio do blog da Carol (e suas babybobeiras). Este é um assunto que me interessa, porque sinto que as pessoas, num modo geral, não sabem bem como agir no ambiente virtual, e acabam se perdendo feio.

Acredito que tudo parte do bom senso. Mas como as pessoas são diferentes e tem educação diferente, o bom senso neste caso acaba ficando algo muito subjetivo.

Parto do seguinte princípio: Se tem coisa que eu não diria pessoalmente para uma pessoa, também não direi em um blog (ou no facebook ou twitter etc). Neste ambiente, as opiniões, dependendo onde são proferidas e o modo que são colocadas, ecoam de maneira irreversível e fazem um estrago muito grande.

Creio que muitas começam um blog pensando em seguidores, em somar coleguinhas e não em trocar informações e idéias. E começar assim significa não ligar muito com o que cada blogueira diz ou pensa, é não ler com carinho um texto, é deixar de se identificar com uma outra colega. Por isso, não sou do tipo de enviar e nem de postar selinhos.

E para mim, para eu seguir um blog preciso de identificação, preciso gostar do texto, do modo como a pessoa escreve. E creio que a recíproca é verdadeira. Só me seguem quem gosta de me ler. Sem obrigação.

Nine disse...

Concordo com a Lia!
O cuidado de quem escreve é que demonstra carinho por quem lê.

No meu caso particular, gosto de comentários, mas gosto mesmo daqueles que agregam valor, que comentam algo sobre o que eu escrevi, que digam que minha filha é linda/inteligente/maravilhosa salve, salve também amoooo, afinal é um blog de mãe.

Eu gosto de seguir quem me segue, mas não necessariamente comento em todos que eu sigo. Sigo uma porção de blogs que nem sabem que eu existo, comento em mais um monte que nunca me dá retorno, mas não ligo, continuo porque gosto.

Só não gosto de receber aqueles comentários de divulgação de blog/sorteio/nada a ver com o que foi escrito. Isso acho chato, de resto, mesmo aqueles comentários simples eu gosto, porque se a pessoa se dignou a me dar um alô, mesmo que breve, merece minha consideração, afinal eu entro num monte de blogs uma porção de vezes e não escrevo nada...

Agora lógico, né, estou falando da minha realidade de bloguinho que não chega a 100 visitas diárias e dificilmente ultrapassa 10 comentários, hahahaha.

Beijos,
Nine

Ananda Etges disse...

Oi Camila,

Acredito que nesse manual não pode faltar um tópico abordando os comentários anônimos. Toda opinião é bem vinda, desde que a pessoa assuma o que pensa e não tenha medo de colocar seu nomezinho.

Beijos, Ananda.

http://projetodemae.wordpress.com/

Aline, mãe da "Malia" disse...

Realmente vejo blogs de mães que "imploram" pra ter comentários. Desde qdo entrei nesse negócio de blogosfera não liguei muito para quantos comentários eu ia ter, mas sim para as experiências que eu iria trocar: algumas eu aproveito e as que eu não aproveito, sempre vai ter outra mãe que goste... Acho que no nosso caso de mães, os blogs são para troca de experiências, coisinhas engraçadinhas que nossos filhos fazem, e confesso, adoro os sorteios! Bjs.

Juliana Ramos disse...

Vou falar da minha conduta, que com certeza é bem distante de ser um manual...

Apesar de escrever no blog há quase dois anos, descobri o "mundo materno" a pouco tempo. E como nínguém nunca tocou nesse assunto e resolvi não perguntar as regras vou fazendo assim:

- SIGO QUEM ME SEGUE: a princípio, leio aquele blog, se me interessa leio sempre, se eu não curto, só paro de ler. Pra quê deixar de seguir? Não me dá trabalho nenhum seguir algum blog...

- LINKO QUEM ME LINKA: a não ser que o blog seja MUITO ruim, aí não dá, né? Acho gentil, e mais uma vez, não custa nada. Não vai queimar o filme do meu blog ter aquele link ali. Quem não gostar do título, simplesmente não vai nem clicar.

- COMENTO O QUE GOSTO: Leio muita coisa sem comentar, geralmente porque não tenho nada a acrescentar, ou porque não tenho tempo. Lá no blog, apenas 5% dos leitores comentam (igual a Mari). Deve ser uma média.

- FACEBOOK: Só clico no curtir se curti MESMO!

- TWITTER: Não frequento o suficiente para analizar.

Espero ter ajudado a preparar o manual. Vou cobrar mesmo. Quero saber se estou destribuindo falta de educação por aí!
E vamos falar a verdade, tem dias que a gente está de ovo virado e não quer saber de curtir e nem comentar. Igual na "vida real".

Bjo

Mamma Mini disse...

Cá, já falamos tanto sobre isso né? Tem várias coisas que me incomodam e acho que um manual é o must se servisse para todo mundo, mas não serve... entonces, acho que quem já tem bom senso vai continuar tendo (que é o must) e quem não tem vai continuar não tendo...
nao gosto quando me pedem para linkar porque me linkou, linko só o que eu gosto realmente de ler, acho que até existe sim uma política da boa vizinhança, como em qualquer relação da vida, é uma via de mão dupla, aqui fazemos amizades também e queremos sim ter um feed back das amigas, mas não sempre, porque cobrar visita, comentário e seguir ou linkar é muito chato.

Eu leio muitos blogs, mas comento nos que tenho mais afinidade com a bloggueira, nem sempre consigo comentar, ás vezes fico vários posts sem me atualizar, mas depois passo visito todo mundo, porque eu quero e porque eu acho que faz parte...

É delicado ir retribuir visita de quem vem te visitar, mas chega um momento que fica difícil de dar atenção pra quem vc já conhece imagina pra quem apareceu por aqui.. mas eventualmente tento fazer isso...

Bom, acho o tema ótimo, mas dá pano pra manga!
um beijo querida

Ana disse...

Camila descobri seu blog esses dias, e assim como vários outros que leio, muitas vezes não comento por vários motivos. Tudo que foi dito aqui,tb me cabe: as vezes não tenho nada a dizer, mas adorei ler, saber o que pessoa sente, como ela resolve. O blog começou e ainda é pra mim uma forma de guardar coisas que me marcaram,como tb passar pros amigos que moram longe,e que não veremos tão cedo, noticias nossas daqui. Não gosto muito dessa coisa de seguir, acho estranho, pra mim o natural é ler e se possível comento, senão não acho qeu sou mal educada por não ter comentado. Não existe obrigação a nada, e claro o bom senso, respeito são fundamentais. Pra ser sincera me surpreendi com a questão da blogagem. Como as pessoas compartilham mesmo! Foi uma grata surpresa, e já li muita coisa que me ajudou, eu particularmente escrevo , ou as vezes coloco s'uma foto do que é importante pra mim. E o que é pra mim, com certeza não é para os outros. Tb me surpreendi quando certas vezes leio os comentários, e entre eles tem alguém que escreveu: to te seguindo, me segue? Acho esquisito mesmo. Porém pra essa pessoa isso deve ser importante então... Acho que o manual se cria, exatamente com isso aqui.Pessoas opinando, abrindo a cabeça, e as vezes naturalmente percebendo que as atitudes que estão tendo, magoam, e aí vamos combinar: são desnecessárias! Porque eu ia perder meu tempo de visitar um blog, destratar através de um comentário, enfim, essas pessoas devem ser as mesmas que na vida, furam filas, fazem fofoca da vida alheia, no trânsito querem comer o fígado das outras. Enfim essas baixarias que vejo por aí.
Beijo!

Priscila disse...

Bem, vamos lá:

-> sinto vergonha alheia de quem escreve pedindo pra ser "seguida". É o fim da picada;

-> acho que não me sentiria obrigada em seguir alguém só porque a pessoa me segue. Mas eu procuro conhecer quem chegou até mim, agradecer a visita e tal. Acho bem educado esse retorno;

-> eu só acompanho os blogs que estão linkados no meu. E não são muitos. Porque o meu critério de seleção é bem rigoroso...Hehehe
Algumas pessoas que sigo eu sei que não me leem, mas não ligo muito pra isso. Enquanto eu estiver curtindo ler a pessoa, eu continuarei lendo e comentando o blog dela;

-> os comentários devem ser sempre educados e assinados. É perfeitamente possível discordar do post e colocar seu ponto de vista educadamente. E, se vc achou um absurdo o que a pessoa escreveu, ignore-a! E vá procurar sua turma.

Acho que é isso.
Beijo!

Li disse...

Camila,

Acredito, pelo que vejo hoje em dia, que a falta de educação, de responsabilidade e de comprometimento não se dá apenas na internet.
Muitas pessoas inverteram os valores e agem como querem, esquecendo-se da regra básica:
O seu direito termina quando começa o direito do outro!
Acho que quanto aos blogs, cada pessoa deve seguir, acompanhar, ler e comentar onde quiser; no entanto, acredito que perguntas que são feitas para alguém que postou alguma coisa devem ser respondidas e os comentários não precisam ser respondidos sempre...
Também gostaria de colocar algo aqui que me deixou constrangida e chateada há um tempo:
Normelmente eu sou muito educada e procuro escolher com muita cautela as palavras que eu vou colocar, afinal de contas, uma palavra escrita tem mais força que uma palavra falada... Ao vivo você pode explicar o que está pensando e nem sempre acontece o mesmo quando escrevemos...
Bom, o fato é que uma vez, uma mãe escreveu um post e no final dele, pedia a opinião dos leitores, ou seja, ela dava então liberdade para as pessoas falarem. Escrevi que respeitava a atitude dela, mas que não pensava do mesmo jeito (e muitas pessoas escreveram o mesmo). Achei mal-educado da parte dela fazer um post no dia seguinte criticando as pessoas que foram contrárias à ela, dizendo que se admirava de mães pensarem desse ou daquele jeito, só faltou ela citar nomes...
Acredito que se você não quer a opinião de alguém, não peça. Mas, também vale a pena escrever que quem for dar alguma opinião nos blogs que lê, seja cauteloso com a resposta e não falte com o respeito a quem escreveu...
Não somos obrigados a gostar e concordar com todos os posts de todos os blogs, mas, somos obrigados a sermos educados e gentis...

Somos exemplo, pessoal...

Beijos!

Lívia.

Dione disse...

Camila, eu acho que a educação na net é mais ou menos a mesma da vida real. Seja educado ao comentar, responda às perguntas que te fizerem, essas coisas básicas. Tento ler todo mundo que tá na minha lista, comento sempre que dá, e até vou de vez em qdo nos blogs das queridas que por alguma razão desapareceram para deixar um recadinho. Como faço com minhas amigas reais.
Beijos!

Renata Senlle disse...

Acho que a educação e o bom senso devem reinar na vida virtual como na vida real.
Não acho que tem que ter essa reciprocidade origatória de links, seguidores e comentários. Tem que ser espontâneo, ou então perde a graça e a credibilidade.
Acho bacana que as pessoas se manifestem por comentários, mas não acho obrigatório. E se for discordar, mantenha o respeito. Se for falar mal mesmo, melhor fazer seu próprio blog e se manifestar lá. Que assim como na vida real, ninguém pode invadir o espaço alheio e enfiar o dedo na cara do outro.
Mas isso é o que eu acho. Nem sempre é o que você ou o outro acha. E esse é o problema. Parece que na rede é bem dificil achar um denominador comum de etiquetas básicas. Então, acho que o melhor é cada um deixar as suas próprias regras bem claras para que todos saibam que apito toca no seu espaço virtual!
bj

Karina, a mãe de JH & LG disse...

Te achei hoje! e ja adianto: vou te seguir, mas não exijo que me siga ou comente por la!kkk to amando seus posts!beijo de uma mae ocupada e tb psicologa!

Paula Decco Frederico Franco disse...

Comecei meu blog há pouco mais de um mês e sinceramente ainda não sei como agir em várias situações.
Acho legal seguir quem segue a gente, mas não comento muito os posts de quem sigo, não tenho o costume de retuitar, ou linkar... ainda estou aprendendo!!
Vou amar ter uma espécie de manual pra aprender mais sobre essa blogosfera!

Bianca disse...

Posso dizer o que eu falo.....

Eu acomanho alguns... Nestes, eu cometo sempre.

Alguns, eu linko pra não perder o lik porque sei que oso precisar (principalmente de festas e etc).

Outros, eu só delio quando temnho tempo, ou seja, quase nunca.

Beijos

Carol P disse...

Camila,
Jah me perguntei varias vezes sobre isso. Acho um saco o pessoal com comentarios de propaganda ou me linka, assim como acho antipatico nunca responder os comentarios, pois existe a troca de informacao de ambas as partes de quem comentada e de quem escreve.
Anomios indesejados, falta de educacao.
Autores estrelas nem se fala ou auqeles que estao na panelinha e por mais q vc comente nunca respondem. Concordo com uma das meninas ai de cima, nao gasto meus dedinhos.
Seguir se vc me segui, nao. Seguir se gosto ou tem coisas que acho interessente. No final das contas acho que o bom senso sempre deve falar mais alto.
bj Carol
www.motherlovedatabase.com

Clau disse...

Oi Camila, hj tem 2 dias que descobri teu blog.
Te achei por causa da reportagem no jornal de Domingo, li alguns posts, achei bacana o q vc escreve e resolvi te seguir, pq amanhã não lembro mais teu endereço (a cabeça começou a ficar ruim depois que tive minha primogênita; depois do nascimento do segundo, meu cérebro fritou de vez! Tem dias q na hora da janta não lembro o q comi no almoço... Já aconteceu com vc? -pergunta retórica ;D).
A respeito do assunto manual pra blogosfera, a questão é simples: bom senso, educação e prática de boas maneiras (coisa mais fora de moda, 'né não??)!
O blog foi e sempre será um diário sem cadeado escrito por quem sabe que ele será espiado! Se não for assim não é blog! Não é concurso de popularidade, não é revista nem jornal!
E como TUDO na vida: EDUCAÇÃO É A SOLUÇÃO!
Um abraço,
Claudia
P.S.: Se alguém for mal educado contigo, nem pisque: deleta e bloqueia! Ninguém tem o direito de xeretar o diário alheio e ainda querer confusão!
P.S.2: Me segue que eu te sigo... Se teu assunto me interessar!!!! Sempre!!!
Muita luz e paz pra todos nós na blogosfera da vida!

Mariana disse...

adorei...eu que escrevo na correria os comentarios, sempre leio depois e acho que não ficou tao legal, ou que se for lido em outro tom, ficou feio.....internet e mundo virtual é legal, mas tb dá trabalho, risos.

Livia, mãe da Carol disse...

Então Camila, eu te sigo faz um tempo, sempre passo por aqui, aliás nossos blogs são quase gêmeos, né? Rs! Foram criados com 2 dias de diferença. Verdade que nem sempre comento, acho normal esta postura. Se o assunto do post interessa a gente comenta, caso contrário não, sei lá. Agora educação é sempre bem vinda e gente que comenta nos posts para gerar polêmica...ah isso é um SACO! Rs! Eu nunca tive problemas de comentários maldosos, meu blog tem o moderador de comentários, mas até hj nunca precisei excluir nenhum. Beijos!

MÃE DO GUI disse...

aEstava conversando isso ontem com uma amiga blogueira que chegou de Salvador aqui no Rio! Comentamos que seguimos e comentamos em blogs que nunca vieram falar conosco.

Mas eu respondi que se eu sigo e comento, é porque eu gosto de ler. Agora meu blog pode não interessar também, certo? Eu quando gosto sigo e comento e juro que não espero nada em troca. Se quiser me seguir, ok e se comentar no meu cantinho, uhu, melhor ainda!!!!
Não sou dessas que 'ah, não me segue eu não sigo mais', 'ah, não comenta tbm não comento mais...'
Se todo mundo que eu sigo me seguisse, se todo mundo que recebesse comentário meu retribuísse ... eu era super pop hahahahahahahahahahahahaha

Posso não ter muitos comentários, mas sei que quem comenta, gosta de me acompanhar e não apenas manda um oi, ah legal o que vc escreveu, uhu. ahê!!

Enfim, em relação a intimidade que acabamos criando mesmo que virtualmente... tem que ter respeito tbm.

Muitas vezes, leio coisas que não tenho acordo, mas nem por isso, preciso marcar território, criar polêmicas pq cada um tem o direito de expressar em seu cantinho o que bem entender! As vezes fico na minha, leio e pronto. E acho um saco, chegar em determinado blog, e
ver anonimos perturbando e denegrindo com comentarios desnecessarios(meu pc acabou de ficar desconfigurado. nao consigo configurar nada)....

bjaaaaao

Gleice disse...

Oi Camila!
Eu sou apenas leitora. Não tenho blog e pra dizer a verdade eu nem sei mais como "cheguei" ao seu.

O que eu sei é que passei e me interessar por blogs maternos quando engravidei. Descobri um, depois outros e vendo citações cheguei a uma lista de blogs que eu leio diariamente.

Apesar de todo dia estar passando por esses blogs eu comento pouco, simplesmente porque nem tudo o que eu leio é do meu interesse ou necessita de comentário.

As vezes eu leio que nasceu o dente do filho da fulana. Pra dona do blog, que escreve como uma recordação para o filho, isso é ótimo, mas para mim (a leitora) é algo normal e eu não me sinto na obrigação de deixar algum tipo de comentário.

Assim como teve gente que acha uó coisas como 'me segue que eu te sigo' eu, enquanto leitora, acho uó coisas como 'aqui no meu blog eu tenho visitas diárias de 200 pessoas, mas só tenho 50 comentários'.

Sabe, nem sempre o que foi escrito é de interesse de todo mundo que lê e ainda que seja nem sempre a gente tem tempo para comentar ou algo legal a acrescentar. As vezes os assuntos abordados são apenas para deleite do leitor e só.

Acho muito chato a blogueira que "cobra" comentários.

Outra coisa, há vezes que eu entro nos blogs para pesquisar assuntos. Se tenho alguma dúvida digito na busca do blog, leio o assunto e saio e isso engrossa a quantidade de visitas, mas nem sempre engrossa a de comentários.

Se existe alguma etiqueta a ser seguida nos blogs é a da educação: não seja grossa e use vocabulário polido.

Acho que é isso.
bjo.

Natalia L. P. de Almeida disse...

Bom senso, bom senso, bom senso... a eterna palavra de ordem.
Algumas pessoas realmente perdem a noção ridículo nas relações virtuais, né Camila?
A minha opinião é que a relação virtual existe de fato, portanto as ferramentas da boa educação e do bom senso devem ser as mesmas da interação face to face.
Espero um dia conhecêla pessoalmente. Abraço!

Carolina Pombo disse...

Oi Camila, primeiro, me apresentando... acho que nunca comentei por aqui apesar de já ter lido algumas vezes. A vantagem do mundo virtual é a liberdade de se conhecer e se aproximar depois que se tem o primeiro contato. Tem gente que tem tudo a ver comigo e que me acrescenta muito. Tem gente que eu ainda não consegui conhecer direito. Tem gente que eu dispenso no momento porque não temos muita coisa em comum. Mas, respeito é sempre bom! Discordar não significa brigar, xingar, excluir. Se alguém vai lá no blog, me critica e me dá oportunidade de responder, eu me esforço para refletir sobre o que me disse e respondo. Respondo no meu blog e muitas vezes no da pessoa. Eu não gosto de seguir muitos blogs porque acabo me perdendo e não conseguindo acompanhar tantos posts! Mas, mesmo assim, leio o máximo que posso!

Gostei do seu blog e voltarei mais vezes, mesmo que não dê pra comentar ou que eu ainda não te siga.

Beijos

Marina disse...

ui, assunto delicado! rs
Sinceramente, não curto esse lance de "me linka que te linko" ou "me segue que te sigo"!
Acho que um "Passa lá no blog" é menos grosseiro!

Acho que o blogroll de uma blogueira é como sua bibliotequinha virtual de blogs, e daí, só linkar quem eu realmente curto, tenho afinidade ou coisa do tipo!

Seguir eu não tenho mt costume... sigo pouquíssimos!

Agora, quanto aos comentários, eu tento sempre visitar os blogs de quem comenta no meu! Não só por educação, mas por curiosidade mesmo (acho q principalmente! rs)


Não acho q dá pra ter regra com essa questão de visita...

Eu sou uma que visito diariamente determinados blogs, mas não comento pela falta de tempo!
Costumo comentar qd tenho algo a dizer sobre o assunto ou às vezes pra deixar um oi pra gente querida!

Apesar de AMAR ler os comentários no meu blog, não fico triste qd não comentam...

Acho q isso é igual amizade... não dá pra ter cobrança, tem que deixar rolar! rs

bjs

Anna Paula MG Cruz disse...

Eu não gosto da obrigação 'me segue que eu te sigo'. Sigo porque gosto do que a pessoa escreve e pronto. Se ela ta na rede é porque pode né? Eu comecei meu blog a pouco tempo e não sei de muita coisa ainda. Mas escrevo mais pra aprender a me expressar melhor e deixar registrado um poco da vida do que pra que o mundo leia. E é isso. Sigo vários blogs e ninguém tem obrigação nenhuma de passar lá pelo meu, lê se quiser.
Quanto à comentar penso que não vale falta de educação e grosseria, um blog é a MINHA casa e como na minha casa "real" não entra NINGUÉM pra me insultar, desmerecer ou ser gorsseiro no meu blog também não vou permitir. Comentários pra pedir visita também não acho legal. Fora disso é tudo bem-vindo, pitaco, opinião, elogio, crítica construtiva...

Minha Mãe que Disse! disse...

ui, camila, complicated.
veja você: estou tentando me livrar de todas as culpas maternas, vou começar agora a criar culpas bloguísticas?
ah, não, né?!
mas vira e mexe lá estou eu, toda culpada porque fulaninha ficou triste, ciclana me deixou um comentário dizendo que eu nnca visito, e beltrana falou que...ah, num dá, gata!
escrevo porque gosto e porque me pedem pra não parar (já recebi até ameaça quando disse que ia dar um tempo hahahahahaha)
então voto por educação e menos neuras de nossa parte, mulherada (que a gente já curte uma neurinha, não?)
beijos, linda!
roberta
http://piscardeolhos.wordpress.com/

Ana Paula Ruggini Zarpelon disse...

Acho que esse negócio de seguir e retribuir comentários são reflexos de nosso trabalho e esforço! Se eu não vejo comentários em meus posts e acredito que eles são bons, me sinto arrasada! Ultimamente tenho comentado em muitos blogs da minha área, mas são poucos que retribuem. Como sou "birrenta" (rs!) simplesmente não volto mais aqueles que não prestam atenção em mim! Detesto falar para as paredes...

Abraços!

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Camila!!!
Eu Beca Bricio, acabei comentando como Janaína Mãe do Gui!! Estávamos juntas e ela havia usado o pc antes de mim! hahahahahahahahha Depois o pc ficou todo doido!!!!!!

mas fui eu quem comentou!!
hahahahaa

Tati "Maternando" ... disse...

Então... assunto delicado né? E bem amplo... Para comentar apenas um dos pontos de vista: ó tenho um blog a mais ou menos 1 ano que é até bastante visitado, mas pouquíssimo comentado. Será isso falta de educação de quem lê? Bem eu mesma acho que não! Fico feliz por ser visitada e saber que meus textos estão sendo lidos e sim... adoro quem comenta... mas não devo considerar isso uma obrigação. Até porque, comecei a ser blogueira apenas para compartilhar minhas experiências e manter um registro daquelas mais importantes e as centenas de visitas já são uma felicidade pra mim.
Enfim... a internet a meu ver dá essa liberdade e é por isso que é essa unanimidade em termos de abrangência e comunicação em massa.
Quem gosta e acha que tem o que compartilhar entra, lê e comenta. Quem acha que não tem o que contribuir ou apenas não o quer, apenas lê. E isso já é, pelo menos para mim, uma grande coisa!
Eu, particularmente, gosto de comentar, gosto de ler e participar.... e a propósito, conheci seu blog agora e amei amei .. vai direto para os meus favoritos...
bjos.

 
Licença Creative Commons
O trabalho Mamãe Tá Ocupada!!! foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.mamaetaocupada.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.mamaetaocupada.com.br. Paperblog :Os melhores artigos dos blogs