segunda-feira, 24 de maio de 2010

Angelcare


Depois de algum tempo, volto a falar da Veja. Eles publicaram essa semana um Especial Mulher e o conteúdo é bem previsível: o discurso feminista, a mulher no mercado de trabalho (ainda com salários inferiores aos dos homens), o adiamento da maternidade, enfim, tudo meio repetitivo, ainda mais pra mim, que sou zero feminista e muito mulherzinha.

Acho o máximo um homem que paga a conta e abre a porta do carro e não é uma questão de grana, não. Se você, homenzinho, pode pagar R$50 em um jantar, procure um restaurante de R$25 por pessoa e não um de R$100, para aí, no final, fazer a sua lady abrir a bolsa. Não vale!

E, mesmo as que acham “normal” e “moderno” rachar a conta, quando encontrarem um gentleman (espécie rara!) que, você mal percebeu, e a conta já está paga, vai A-DO-RAR! E, provavelmente não admitir... Mas esse é assunto pra outro tipo de blog, apenas não resisti.

Então, quando a gente acha que o assunto já se esgotou, a pílula anticoncepcional resolve comemorar 50 anos e, pronto! A festa está feita.

Vou comentando aos poucos algumas das matérias dessa edição, mas essa novidade que a Angelcare lançou chamou a minha atenção.

É uma babá eletrônica daquelas: tem um sensor que deve ser instalado sob o colchão e detecta qualquer movimento respiratório exagerado e mudanças bruscas de posição. E, por precaução, se nenhuma movimentação ocorrer por mais de vinte segundos, um alarme é disparado.

Imaginem que agradável... As babás eletrônicas já são o terror da interferência e do chiado, acrescente um alarme que dispara a cada vinte segundos... A Veja diz que a recomendação é para bebês de até 14 meses e para mães exageradamente preocupadas.

Se a mãe já não dormia antes, pensa só com essa babá que dispara de 20 em 20 SEGUNDOS!!! Tenho certeza que ela vai dar mais canseira que o próprio bebê e que é o caminho mais rápido para a Zumbilândia!

Compartilhar

9 comentários:

Mamma Mini disse...

adooooooooooooooooooooooooro... libertação da babá eletrônica já! rs

Marcia disse...

Nossa Camila, nem consigo imaginar uma coisa dessas... quando vc sai da maternidade com seu primeiro baby, já mal respira... eu não "preguei o olho" na primeira noite, achando que meu filhote iria parar de respirar (pirações de marinheira de primeira viagem)... imagine com uma dessas...

Abraços,
Marcia

Di disse...

nossa, eu, neurotiquissima, teria dado tudo por uma dessas quando a Rebeca nasceu. Dias sem dormir com medo dela parar de respirar? ha! experimenta 3 meses!!! Ta gente não é a toa que tomo remedio... mas hj, que acostumei com a baba eletronica, so com um choro que eu levanto...

Fabi disse...

Eu não sou nem um pouco neurótica. Meu filhote só dormiu no meu quarto umas 3 noites, depois foi para o bercinho dele. Pouco tempo depois "despedi" a nossa babá eletrônica humildezinha. Agora imagina este monstro eletrônico deste no meu ouvido? Deus me livre!

Camila disse...

Aqui em casa dormimos com as portas abertas, porque eu, na minha "primeira viagem", acordava a cada suspiro ouvido na babá eletrônica. Aprendi que um suspiro é só um suspiro, o que não deve tirar o meu sono. Com as portas abertas só escuto o que é necessário realmente, choro, tosse forte e tal. É até uma forma das crianças aprenderem a voltar a dormir sozinhas e de não serem socorridas prontamente a qualquer "resmungo". Funciona!!!

Graciela Lindner disse...

Parabéns pelo blog! Demais!

Carol Garcia disse...

Vixe...
to demorando pra me libertar da babá eletrônica.
sinto que o meu sono é tamanho que não vou ouvir nem se isaac catar uma ópera!
vivo na zumbilândia ainda, mas atendo aos barulhos com moderação.
bjocas
carol
viajandonamaternidade.blogspot.com

Aline disse...

Ola´, adorei o seu cantinho , estou gravidinha esperando gemeos um casalzinho,foi a DI que me indicou , hj estava muito tristinha , por que justo hj entrei no blog de uma menina para deixar um recadinho .. e leio lá um post , sobre ter filhos gemeos ,ela tenta engravidar e esta fazendo tratamento ,e não quer fazer FIV (fertilização em vidro)por que tem horror a gerar 2 ou 3 bebes ,e disse que nos mães de gemeos somos folgadas por que queremos ocupar todo o espaço da calsada .. nossa fiquei indignada com a colocação infeliz ... e coloquei toda a minha revolta no meu blog .. só que eu não comentei quem era .. e como a carapusa serve sertinho na pessoa .. ela foi a primeira a mandar um recadinho dizendo que prefere msm ter um só e dar do BOM E DO MELHOR do que ter dois e Dar pela metade ... isso me deixou tão triste ... em saber que existe pessoas assim no mundo ...mas entrando aqui vendo vc , com filhos tão pequenos ,e com idades proximas .. quase que trigemeos rsrsr e ver que vc cuida deles , leva eles para passear e cuida deles com tanto carinho ,me chorar de alegria por saber que existe pessoas que não acham que o dinheiro é tudo nessa vida, que ele compra tudo .. eu posso não ter a condição dela de dar tudo para os meus gemeos ,como ela disse do BOM E DO MELHOR ... mas se eu conseguir dar metade do amor , do carinho e a atenção que vc da para seus filhos eu já vou ser a mais mais feliz do mundo .. por que dinheiro não é tudo ...
desculpa é primeira vez que venho aqui no seu cantinho e já desabei rsrsr
beijos e amei conhecer o seu cantinho ... parabens pela sua guarra , sua luta , não é facil msm cuidar de tres ao msm tempo com essa dedicação , mas é tão bom ver que existe pessoas que fazem isso por amor ...

Paloma, a mãe disse...

Afe, deus me livre!! Rambém acho que uma porta aberta resolve.
Beijos

 
Licença Creative Commons
O trabalho Mamãe Tá Ocupada!!! foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.mamaetaocupada.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.mamaetaocupada.com.br. Paperblog :Os melhores artigos dos blogs