quinta-feira, 20 de maio de 2010

Compartilhando Neuroses II


Neurótica e ordeira que sou, quase enlouqueço diante da bagunça dos meus filhos. Não é que eles estão proibidos de bagunçar, nada disso. Eu só gostaria que eles mantivessem a ordem, que eu luto tanto para estabelecer.

Após cada brincadeira e bagunça, vou lá e ponho tudo no seu devido lugar. Tem a caixa para os carros, a malinha das ferramentas, a mochila dos brinquedos de montar, um saquinho de pano com fantoches, uma caixa enorme só com panelinhas, comidinhas e etc, milhares de estojos com lápis de cor, giz de cera (canetinha, não! Nem pensar!), cestos de livros, de Barbies, kit de beleza, de médico, bolsa com roupinhas e acessórios das bonecas...

Enfim, são tantos, mas tantos brinquedos, tanta bagunça, tantas tentativas de organização... Mas eu não desisto!

Já ensinei todos os “adultos” da casa, mas ninguém faz como eu (maridinho querido, é verdade, meu amor...). A babá é um doce, mas organizar brinquedos também não é com ela.

Mas, aos pouquinhos, eu tento ensinar as crianças, porque é meu dever como mãe e obrigação deles como crianças bagunceiras, não é mesmo?

Criança tem que brincar, mas também tem condição de arrumar, faz parte da educação.

Várias vezes peço a ajuda deles, de acordo com o que eles já conseguem guardar.

Falo para pegarem os livros e colocar no cesto, por exemplo, ou os blocos de montar na caixa. Procuro mostrar a eles a organização por categorias. Não é neurose pura e dá resultados.

A hora em que eu coloco todo mundo para organizar os quartos, ou a sala, começo a ver que eles estão entendendo direitinho e que têm noção de organização externa, o que é fundamental para a organização interna (essa é a psicóloga falando). Mas com criança é assim mesmo.

Se o mundo externo da criança é uma verdadeira bagunça, desconexa, sem ordem e lógica, o que dá para esperar do mundinho interno deles? Organizar pensamentos, sensações e idéias começa desde a primeira infância e deve partir do concreto, para então atingir a complexidade conforme a idade vai avançando.

Mas, ok, já me confessei aqui neurótica e faço o mea culpa para determinados comportamentos dessas crianças, sangue do meu sangue.

Filho de peixe, peixinho é, já dizia alguma sábia criatura.

A Manu adora separar as coisas dela antes do banho, pega tudo direitinho, desde pequena. Uma calcinha, uma meia, o pijama adequado para a estação, 2 (prestem atenção, apenas DOIS) cotonetes, um para limpar o ouvido e o outro para o nariz, uma pantufa, chinelo ou Crocs, perfume, pente e creme para o cabelo (já contei que, além de neurotiquinha, a mocinha é super vaidosa?). E não é simplesmente pegar as coisas, ela organiza tudo direitinho em cima da minha cama (o banho é sempre na minha banheirona), a roupinha aberta, seja pijama ou camisola, bem esticadinha. Alô, papai, conhece alguém que faz assim também?

O Joaquim tá com a mania de mandar a gente guardar e fechar as coisas. Brinca e depois fala para guardar. Ou, se passamos pela porta do corredor, ele fala “fecha, fecha”. E não pode ver nada fora do lugar.

Ele tem um macaco de pelúcia que fica no berço e eu cismei que aquele bicho dava alergia nele, então deixei fora do berço, à disposição no quarto para eles brincarem. Todos os dias encontro o macaco no berço dele. É o próprio rapazinho que o coloca lá, já espiei e constatei. E, quando ele vai dormir, fica de pé no berço, dá uma olhada geral, vê o macaco lá longe e fala meio choroso: “caco, caco”.
“Filho, a mamãe entende que você já “captou” a ordem das coisas, mas podemos mudar de vez em quando, não??? (Ainda mais se o macaco te faz espirrar... e faz mesmo!)”.

O Pedro, esse sim é um espetáculo, de bem com a vida, na dele, super bom humor e achei que ele estava imune às neuroses dessa mãe aqui. Mas a gente sabe que neurose de mãe é praticamente para sempre, tipo trauma de infância, sabe?

(Ui! Peguei pesado! Exagerei!)

Mas, enfim, outro dia peguei ele recolhendo as almofadas do chão e organizando uma a uma no sofá, exatamente no padrão da ordem da mamãe. Não satisfeito com isso, ele pegou cada um dos Backyardigans de pelúcia e encostou cada um em uma almofada. Ele não parou para admirar a coisa linda que ele tinha feito e arrumado, mas eu sim.

Exageros e neuroses à parte, ensinar a ordem é fundamental para a sobrevivência da família em casa e para o desenvolvimento interno dos pequenos. Podem acreditar.

E eu continuo sonhando com aqueles quartos cheios de cestinhos organizadores, forrados com tecidos fofos e tags com o nome de cada “categoria” de brinquedo. O quarto dos filhos da Monica Geller by Pottery Barn!


Compartilhar

8 comentários:

Carol Sarti disse...

Ai Cá... toda essa organização é a sua cara!! hahaha
Quando eu tiver filhos vou mandá-los para um estágio lá na sua casa... rs

Delícia de blog! bj!

Roberta disse...

Oi, Camila! Foi aqui mesmo que vi a caixinha de giz de cera. Já dei o devido crédito lá no blog!! Obrigada
Bjs,
Roberta

Mamma Mini disse...

Camila, adorei... sabe que aqui em casa eu também tenho a neura de separar brinquedos de madeira de um lado, blocos de montar grandes em uma caixa, de montar pequenos em outro saquinho, de montar no banho em outro, e assim vai.... mas faço isso todo final de semana e durante a semana o David e a babá dele, e o paizinho querido bagunçam tudo... infelizmente, a sorte é que com 1 consigo organizar, mas com 3 filhos imagino que manter a ordem tem que virar lema...rs tem selinho pra vc lá no meu blog! beijos

Giovana disse...

Que blog mais clean e organizado!!!
Só dei uma olhadinha por cima. Mais tarde, antes de dormir volto.

Parabéns!
Beijokas,

Gi & Lucca

Di disse...

kkkkk Essa foi otimo!
Ok, eu vou dizer que no meu caso, essa questão de organização de brinquedos e afins foi um trauma real de infancia e eu tenho problemas pra aceitar ordem e arrumação ate hoje. :P Mas teve varios trumas misturados na mesma epoca, portanto, acho que não conta ^^ Tenho minhas neuroses e concordo com você em genero numero e grau. Acho que inclusive por causa desses meus traumas, afinal, nem sempre o conceito esta errado, apenas a forma como foi colocado. (complexo isso)

Mas olha que coisa, eu tenho um amigo que o filho tem mania de guardar as coisas desde que aprendeu a andar e pegar os brinquedos sozinho. Não foi ensinado a começar, fez sozinho: ia la, pegava os brinquedos na caixa no quarto dele, ia pra sala, brincava e depois colocava de volta no lugar quando ficava cansado. Não pensaram duas vezes, ja que ele teve a iniciativa sozinho, o incentivo foi so de manter.

A filha de uma colega tem mania de limpeza, aonda ia, pegava o paninho de boca que sempre tinha com ela (bebes, faz parte) e limpava as coisas...

Carol Garcia disse...

Meu Deus! vou mandar metade da familia pra uma temporada com vc!
kkkk
quem sabe dá um jeito neles!
isaac adora uma bagunça e na hora de quardar desconversa...
to ensinando, to ensinado...
bjo bjo
bom fds
parabens pelo record!
carol
viajandonamaternidade.blogspot.com

Anônimo disse...

hahahahah exatamente, monica geller!
mas ela tinha um quarto onde escondia a bagunca....vc viu esse capitulo? rs

enfim, na verdade, passei aqui, nao soh pra dizer q adorei o post, mas que vc poderia dar uma ajuda aqui pq a claudinha da mamae me deixa loucaaaaaa. Nao sou organizada como vc, mas qdo eh fora do quarto dela... AAAAAAAAAAAAAAAAAAA
beijooooooooooooooo
Mi

Fernanda Klee disse...

Olá!!!
Também tenho as minhas neuroses como manter tudo em caixas separadas (carrinhos, bichinhos, bonequinhos, blocos, livros, etc...), mas com o nascimento dos meus dois pequenos as neuroses estão mais sossegadas, mais lights...

A Mariana está na fase de tirar tudo do lugar (1 ano e meio)...Livros, revistas, brinquedos, roupas, produtos de higiene, sapatos e por aí vai...Deixo, pois sei que isso também é aprendizado e como é o meu terceiro filho, sei que vai passar...rsrs.

O Pedro (com 3 anos) já está na fase de querer tudo arrumadinho...Brinca, brinca, e quando acaba de brincar quer guardar tudinho no lugar. O problema é quando a Mariana ainda está "brincando" de bagunçar e ele querendo arrumar...Ai,ai...É um "tira e coloca no lugar" que não acaba mais...E o Pedro reclamando prá mim que a Mariana é muito bagunceira. E ele fala "Ai Mariana!!!"...rsrsrs.

O meu mais velho não me preocupa mais (se me preocupasse seria um problemão) pois já está com 20 anos!!! Os problemas nesta fase são outros completamente diferentes e diria que mais preocupantes, por isso acho que estou até mais relax comos pequenos...rsrsrs.

Beijos,
Fernanda.

 
Licença Creative Commons
O trabalho Mamãe Tá Ocupada!!! foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.mamaetaocupada.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.mamaetaocupada.com.br. Paperblog :Os melhores artigos dos blogs