quarta-feira, 2 de março de 2011

Alfabetização??

Semana passada, as crianças ganharam uma lembrancinha de uma festinha super legal: um daqueles bonecos de sementes, que você vai regando e o cabelinho vai crescendo. Eles chegaram imundos e exaustos da festa, mas fizeram questão de colocar o "cabeça de semente" no pratinho e regá-lo no minuto em que entraram em casa.

Mas, tinha um detalhe: o boneco vinha com uma plaquinha para que cada um pudesse identificar o seu. Coloquei a letra inicial do nome de cada um dos meus filhos na plaquinha, fiz isso na frente deles e falei que o "M" era da Manu, o "J" do Joaquim e o "P", do Pedro. Fiz isso mais pensando na Manu, já nessa fase de identificar o nome, as letrinhas e tentar reproduzir, o que é um dos objetivos da turma dela na escola esse ano. Para o Joaquim e o Pedro ainda é cedo, mas deixei que eles participassem da identificação dos bonecos mesmo assim. Porque não??

No dia seguinte, o Joaquim acordou e foi ver se o cabelo do cabeça de semente já tinha crescido. Para a frustração do moleque, ainda não, mas para a minha surpresa, ele identificou os 3 bonequinhos a partir das letrinhas iniciais escritas na noite anterior.

Desde então, ele vai lá todos os dias e identifica novamente os bonequinhos, passa o dia falando da letra de cada um e já aprendeu outras.

A Manu, que seria o "foco" dessa atividade pela faixa etária, até sabe, mas não se interessa muito. A gente pergunta das letras e ela sai chutando a primeira que lhe vem à cabeça.

O Pedro é daquele tipo observador, que fica na dele, esponjinha de tudo, absorvendo todas as informações e conhecimentos que o mundo lhe oferece. Mas, outro dia, ele abriu a porta do terraço sozinho e foi lá identificar os bonequinhos. Fez tudo certinho, eu me escondi e vi ele falando: "esse é o M da Manu, o J do Joaquim e o P do Pedro". Ele faz na dele, não precisa se "exibir" ou de platéia, sabe?

Toda mãe acha que os filhos são gênios e eu não sou diferente. O moleque identificar, reconhecer e verbalizar as letrinhas com 2 anos e meio não é pouca coisa, não. Mas esse nem é o ponto principal do meu post.

Uma coisa que eu amo observar nos meus filhos é a diferença pelos interesses, na personalidade e, nesse caso, nas diferentes inteligências. Isso não tem a ver com aquele papo de inteligência emocional, nada disso, mas estou falando das facilidades, habilidades e interesses referentes à inteligência. Eu não sei em qual área do conhecimento ele vai se destacar e ser um gênio (viram a coruja??), mas a facilidade e interesse podem ser visíveis já com essa idade, o que é muito legal. Não vou explorar e nem abusar dessa capacidade dele, porém já é uma boa dica na hora de escolher atividades extra-curriculares, por exemplo.

Eu sei que ele não tem noção do significado real de uma letra, de uma sílaba ou do processo de alfabetização, não é isso, mas essa habilidade por si só demonstra capacidade e interesse por questões relacionadas à memorização, o que ainda se fortalece por outros interesses já observados no Joaquim desde quando era menor ainda.

Isso é de extrema importância, já que um fato isolado não é determinante para nada, mas quando a gente consegue observar um padrão da criança, identificar uma série de interesses em comum em atividades diferentes, daí sim podemos atribuir de fato uma característica à criança.

Eu não vou colocar o meu filho para decorar a lista telefônica (ainda existe esse trambolho?), filmar e colocar no YouTube para todo mundo achar uma gracinha, mas isso me parece precioso na hora de decidir entre judô, futebol ou aulas de música, novamente, um exemplo.

Portanto, queridas mamães atentas, as brincadeiras preferidas não são apenas passatempos à toa, ou que nos dão um sosseguinho, podem ser um poço de dicas do que são os nossos filhos e para uma série de coisas importantes na vida. Tudo no seu tempo certo, ok??

Compartilhar

16 comentários:

Mamãe caprichosa disse...

O aprendizado vem de coisas simples e situações corriqueiras da vida dos pequenos!! E a tal estória, vivendo e apendendo e, nós pais temos o dever de favorecer tais situações!!! E vamos concordar, que é um barato vê-los se desenvolvendo!!
Abs
Carla

Grace disse...

é claro que é uma fofura eles identificarem as letrinhas!! Em qualquer idade a gente acha lindo, imagina tão novos!!
Uns amores!!
Ah, adoro esses bonecos dcabeludos, que legal oferecer como lembrancinha! Amei a dica!
beijoss

liasergia disse...

A Lu se interessou pelas letras super cedo também, e desde o ano passado queria porque queria aprender a ler.
Mas só este ano ela está com paciência pra escutar e entender as sílabas. Na escola, isso vem ainda através de atividades lúdicas e tal, porque alfabetização pra valer é no próximo ano.
Só que, pelo interesse dela, creio que ela vai começar o próximo ano já alfabetizada. rsrsrsrs

Ana Carolina disse...

É mesmo, observar as particularidades das crianças é muito importante.

BJKS

quasemaepai.blogspot.com

Tuka Siqueira disse...

Essa observação da inteligência e das áreas de interesse de cada um ficou evidente para mim com as gêmeas. É gritante como apesar de serem iguais na forma, são diferentes no conteúdo. Até a forma como aprendem as coisas é diferente, enquanto uma é pura intuição, a outra é puro planejamento. São muito diferentes e se interessam por coisas diferentes ou de maneiras diferentes pelas mesmas coisas. Acho isso fascinante.

Beijos

Karen disse...

Que legal! Também fiquei toda orgulhosa, quando minha filha começou a se interessar por letrinhas no ano passado. Na época ela estava também apenas com 2 anos e não incentivei, mas agora ela fica sempre perguntando "mamãe, o que está escrito aqui?" e acho que chegou a hora de mostrar um pouquinho mais.
Você tem sugestões de como incentivar este interesse mas sem forçar a barra? Não quero que um interesse natural seja uma obrigação pra ela, afinal ela só tem 3 aninhos...

Beijo!
Karen
http://multiplicado-por-dois.blogspot.com/

Regina disse...

que lindos!! que lindo o Pedro!!!
Ca, algo tão simples como a letra do nome é tão importante! outro dia meu filho que esta com 4 anos vai fazer 5 em abril tava fingindo que tava lendo uma historinha!! achei muito legal pois pronunciava as letras da frase, por exemplo: soletrou Eu, e realmente parecia que estava lendo!!
ótima quarta feira para vcs!!

beijos

tem post novo no www.psicologaregina.blogspot.com
Você se apaixona fácil demais?

chris disse...

Fofos!
É isso aí Camila, cada um é um, interesses diferentes e desenvolvimento de habilidades em tempos diferentes.
Por aqui, o interesse pelas letras apareceu cedo ao identificarem seus pertences com as iniciais dos nomes que eu escrevia. Agora, já sabem que as iniciais dos nomes também são iniciais de outras palavras e acho que a alfabetização deles não vai demorar, a seu tempo, claro. Com os números, a mesma coisa, já identificam até o dez...
E não pode, nem deve ser diferente: mãe que é mãe acha os filhos uns gênios!
bjinhosss
chris

Camila Gouvêa disse...

Menina, como me identifiquei com o seu post. Sabe, já tive sérias preocupações, mas depois de muito conversa com psicólogos e pedagogos, percebi exatamente isso: Cada um tem seu ritmo, sua personalidade e suas afinidades... A Lu (8 anos) adora tudo q é tecnológico e se interessa muito mais por jogos e desenhar. Já o Gabriel adora criar... De uma tampa de garrafa, ele faz aviões, heróis voadores e por aí vai... E, com apenas 4 anos, já sabe separar e contar as sílabas... Quase morro de orgulho coruja de mãe, né!? rs

Marcia Pergameni disse...

Voce tem toda razão. A Cecília esta com 2 anos e 7 meses e sempre brincamos de identificar as cores. E ela sempre acerta todas!! estamos brincando, e ela esta aprendendo tb. bj

Di disse...

Rs rs que bacana Ca! Aqui se Rebeca continuar com as tendencias que tem demmonstrado o forte dela nas atividades sera para atividades feitas em grupo - as brincadeiras preferidas são de pega pega, mãe da rua, e tudo que envolva mais de uma pessoa.
Mas e mesmo impressionante ver esse desenvolvimento dos pequenos, seus interesses, habilidades, essa coisa de cada um que vem mostrando suas personalidades. Deve ser muito gostoso ter esses 3 ai pra poder alem de tudo o quanto, aesar de terem a mesma criação e ate o mesmo DNA, são tão diferentes.
beijos

Ana Amaral disse...

"Tudo no seu tempo certo, ok??"

Acho que essa é umas das frase mais importantes em relação à maternidade.

um beijo

diiirce disse...

Adoro ver crianças brincando livremente, sem intervenção. Eles repetem cada coisa que a gente faz e nem se dá conta. Brincar com bonecos é como ver a gente num espelho. Por isso estimulo meu filho (menino) a brincar com bichinhos e bonecos. Só para ver como ele se sente perante meus cuidados.

Jokas p vcs!

Mi Diiirce

Sarah disse...

Que bacana esse post Camila! Realmente podemos identificar as inteligências dos pequenos se, desde cedo, prestarmos atenção em seus interesses. Bento gosta muito de pintar e ver livrinhos. Adora. Talvez tenha puxado o pai, que é designer (hahaha), mas se damos giz e canetinhas com um livrinho para colorir... ele fica um tempão entretido.
Como vc disse, tudo no seu tempo. Mas que dá orgulho dos nossos pequenos... isso dá.
bjos!

Eleonora Monticelli disse...

Oi Camila! Adorei seu blog, achei muita coisa interessante por aqui!
Um beijo, Eleonora

http://cegonhatrends.blogspot.com/

Rebeca disse...

Sou como você.Cada aprendizado do meu filho pra mim é motivo de beijos, apertões,aplausos e gritos...hahahhaa.O meu pequeno qdo nasceu teve meningite e ficou 40 dias no hospital.Nossa maior preocupação seria com o seu desenvolvimento.Mas para nossa eterna alegria,ele é "o mais inteligente de todos dos planetas", como digo a ele.rs.Com dois anos,ja sabia contar de 1 a 10 e reconhecia mtas letras do alfabeto dando exemplos,ja comia sozinho e n usava chupeta mais...enfimm..são tantas coisas extraordinárias né?! Fico bobona sempre.rs.Bjoos

 
Licença Creative Commons
O trabalho Mamãe Tá Ocupada!!! foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.mamaetaocupada.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.mamaetaocupada.com.br. Paperblog :Os melhores artigos dos blogs