terça-feira, 31 de maio de 2011

Cerimônias

Eu me considero uma pessoa cerimoniosa. Ou melhor, extremamente cerimoniosa.

Desde o ano passado, estamos em uma maratona de casamentos que ninguém acredita, convites e festas todos os meses. Em maio do ano passado, foi um casamento a cada final de semana, até 2 na mesma data. Teve casamento fora de São Paulo e até em Roma! Não dá para achar ruim, muito pelo contrário!

Daí, haja vestido, bolsa, sapato, cabelo, maquiagem, presentes e logística para deixar as crianças, né?

Eu sempre fico tentando organizar a vida das crianças, costumamos mandá-las para a casa de uma avó ou outra, pois queremos aproveitar a festa, voltar tarde e dormir sem hora no dia seguinte, merecido. (Quem foi que disse que o máximo da balada depois da maternidade são os casamentos? Pois são mesmo e eu adoro!)

Então, observei as mais variadas formas de convidar as pessoas para uma festa de casamento. Basicamente, tem o convite que vem “Sr. e Sra. Fulano de tal”, o que significa que apenas o casal está sendo convidado. E há também o que diz “Sr. Fulano de tal e família”, o que inclui as crianças. Sempre, sempre, sempre respeitei o que dizia no convite. Já aconteceu de serem os noivos um casal próximo, que conhece e convive com as crianças, mas o convite se dirigia exclusivamente ao casal. Então, não levávamos as crianças, por motivos óbvios de educação e cumprimento do convite que nos foi enviado. Já recebi convite para a família toda, mas também optei por não levar as crianças, por não ser um horário apropriado.

Acho de extrema delicadeza “obedecer” o que é dito no convite, não apenas por educação, mas por respeito a quem está dando a festa. Há sempre uma questão de número de convidados, orçamento, espaço, redução e cortes na lista, ou pode ser que os noivos tenham planejado uma mega balada que não combina com crianças e não tem nada a ver levar os filhos. E tudo bem, sem problema algum. Essa sou eu: cerimoniosa, rígida, literal e chata com essas questões de convite, educação e a etiqueta toda envolvida.

Agora que as crianças estão na escola, cada um em uma turma diferente, temos recebido inúmeros convites dos muitos amiguinhos para milhares de festinhas. (De hoje até os próximos 10 dias, serão 4!).

E tenho adotado a mesma estratégia dos casamentos.

Hoje chegou um convite para o Pedro, apenas o nome dele no envelope. Portanto, serei eu e o Pepê. A mãe do amigo não tem as obrigações de (1) saber que o meu filho tem mais dois irmãos e (2) convidar a galera toda. Se a intenção fosse essa, mesmo sem saber o número de irmãos, teria escrito “Pedro e família” no envelope, mas não e tudo bem. Em proporções diferentes, festa infantil, especialmente em buffets, têm também a questão do número de convidados, orçamento e etc. Portanto, sigo à risca, cerimoniosa e literal que sou.

Falei tudo isso para chegar no ponto que eu queria. Chegou hoje o tal do convite, peguei na agenda e saí falando:

- Olha, Pepê, que legal, vai ter a festa do seu amiguinho, chegou o convite dele.

A Manu me olha e pergunta:

- É da classe dele, Mamãe?

Respondo que sim e ela retruca no mesmo instante:

- Então, você leva o Pedro e eu e o Joaquim vamos passear com o Papai.

Certinho. É assim que funciona pra gente. E para vocês? Como é?

Compartilhar

34 comentários:

Sara Lima Saraceno disse...

Bom, eu só tenho 1 filha, então, esse problema das festas infantis não existe ainda para mim, muito embora eu acredite que, se tivesse dois filhos (ou mais..rsrsr) levaria os dois para a festinha, pois, normalmente, a criança pequena (abaixo de 5 anos) nunca conta para cálculo de comida, etc., e festa de criança cheia de criança é sucesso absoluto. Essa é minha opinião, inclusive se a festa for minha!! rsrsrs!
Já casamento... não acho que o convite que não venha "e família" esteja excluindo as crianças não... pelo menos aqui na Bahia... acho que é mais parta limitar o número de adultos mesmo. Ex. Recebi o convite de casamento de uma amiga e tinha Sr. Saraceno e Sra, sendo que Lara ia ser daminha... e ai??? Lógico que minha filha não estava excluída...hahahaha!! Levar ou não levar, vai mais da conveniência dos pais... qdo tenho com quem deixar, deixo, do contrário, levo e aceito minhas limitações de mãe!
Bjus
http://www.vivendoavidacomoelaeh.blogspot.com/

Ivana - coisademae disse...

Camila, faço exatamente isso aqui em casa! No Sábado próximo, meu marido irá com Carol, a mais velha, a uma festa da coleguinha de sala dela, que será num sítio perto. Eu ficarei em casa com João e Alice. No mesmo dia, à noite, vamos os três para um aniversário de 1 ano da filha de uma amiga minha, porque todos foram convidados.

Pra quem tem mais de um filho, isso deve ser observado, com certeza. Também sou super adepta às "cerimônias"!

Ah, passa lá no blog que tem post sobre rotina. Como vc também tem três filhos, deixa um comentário sobre a sua experiência!

Bjos!

Mari Mari disse...

A nossa vida social não é tão intensa, mas sempre levo as crianças por não ter com quem deixar (avós moram longe, sem família na cidade...). Quanto a casamentos, levo todo mundo. Mas quanto a festinhas infantis, até agora os dois sempre foram convidados juntos... :-)

Pati Araujo disse...

Eu acho que vc esta certissima!
Mas sabe que não consigo fazer isso...
Sei que sou demais, mas sou muito apegada a meus filhos, e quando saiu com um é dificil não levar o outro, ainda não aconteceu nenhuma situação de que eu tivesse que escolher, pois as mães na escola do meu filho todas sabem que tenho a minha pequena, pois ela não sai do meu colo(é uma bebe ainda...rsrs)
Então já recebi convites para festinhas, mas convida os dois.
Fico feliz, pois gosto de andar com os dois juntos!
E acho que as primeiras vezes é dificil explicar para os pequenos que vamos ao um lugar que eles não podem ir né...ainda bem que os seus já entendem!
Vc esta de parabens eu que preciso aprender a me desapegar...até para ir no cinema com meu marido fico com peso na conciência...kkk

Juliana Ramos disse...

E ainda tem o lado bom de poder passear SÓ com ele!!!

Momentos raros e necessários em família grande!!!

Bjo

Mamãe pela 2ª vez disse...

Nossa que ótimo esse texto, se todos fossem assim tão educada como vc.
Menina já passei apertado aqui com aniversário do Ubiratan.
Caso: eram 38 crianças convidadas, e dois brindes a mais caso aparecesse alguém de última hora, os amigos queridosss trouxeram sobrinhos, vizinhos, papagaios, soma 43 crianças, faltou os brindes que vergonhaa.
Então quando vou a festa sigo a risca o que esta no convite.
bjus

Eu e minhas três bonecas... disse...

Bacana, também faço assim aqui. Mas e quando convidam: Carol, Isadora, Helena e mamãe???? Piada, né? Não vou. Como vou sozinha com as 3 em uma festinha? No mercado, eu coloco elas no carrinho e vou. Mas em uma festinha, como faço? Não vou. E olha que foi uma amiga minha...
E outra coisa, na sala da Carol tinham gêmeos e sabe que a mãe mandava convites diferentes? Para a sala da Carol, vinha escrito no convite: "Fulano convida...", para a outra sala: "Ciclano convida.." e para os amigos próximos e família: "Fulano e Ciclano convidavm...". Vc faz assim, Cami???
Beijos
Gabi

Paula Dreger disse...

Ai que difícil...nao sei como eu faria.
Aqui em casa só tem a Bel, e por isso nao passo por isso.
Mas concordo com voce com relacao a convites de casamento. Deve ir quem é convidado.
Eu pessoalmente, nao levo a Bel em festas a noite, inclusive a casamentos. Acho ela ainda muito pequena e é uma oportunidade de aproveitar e sair só o casal.
Mas a minha vida nao é tao agitada como a sua!! rsrsrs
beijos querida,
Paula

A mãe dos Gêmeos disse...

Concordo tbem, sigo a risca o que dizem os convites, tenho gêmeos tbem mas os dois estão na mesma sala, então acho que não terei problemas com isso.
Bjos
Ana
http://amaedosgmeos.blogspot.com/

Karin Petermann disse...

Que legal Camila, eu admiro demais seu jeito de criar seus filhos!!
Demais mesmo!

Você me parece sempre tão prática!!!

Beijos

Karin
www.mamaeecia.com.br

Thati Bordados disse...

Bom, eu também só tenho uma filha, mas sempre sigo o que está escrito no convite, no meu caso a situação é um pouco diferente, moramos (eu, meu marido e nossa filha com minha sogra) então muitas vezes o convite vem com o meu nome, do meu marido e nossa filha, fica claro que minha sogra não foi convidada, outras vezes, vem o nome dela incluso, logo ela é esperada, enfim, temos que respeitar o que o dono da festa está pedindo. Quanto a casamentos, sou um caso a parte, não gosto, não tenho paciência e graças a Deus, minhas duas irmãs já casaram e espero não ter que ir a mais nenhum casamento...hahahaha
Baci

Flavia Bernardo disse...

Acho que pra questoes de festas infantis, quandos e tem mais de um filho, acho interessante esse método que vc adota!
Realmente se a gente convida 1 criança (de classe, que as vezes nem conhecemos a familia) e chegam mais 2 crianças é complicado. Pode nao dar diferenca no calculo do buffet, mas dá diferenca na distribuiçao das lembrancinhas...akkakak

Agora, qto a casamentos, msm q no convite esteja apenas Sr e Sra, nao acho q esteja excluindo meu filho. Levo ele sim, se for um casamento da familia (como fomos há 2 meses atras) e de noivos próximos q sabem que temos um filho.

bjao
Flavia

Renata disse...

Ca, concordo super com vc. Tb "obedeço" o que diz no convite para respeitar o tipo de festa que cada um organizou. Ainda não passei por isso porque a Nana é muito pequena, mas acho legal levar só o convidado, até para a individualidade deles, né??
beijos, querida

Carol Garcia disse...

Camilitcha,
minha amiga fina e educada.
adoro.
e concordo.
também respeito os convites.
e me preocupo super com o isaac em festas a noite, mesmo qdo ele é incluido no pacote.
bjocas

Naiara Krauspenhar disse...

Well, aqui em casa é só a GG, então não precisa de muita organização nesse sentido.
Ela é minha companhia pra tudo.
Quando o evento é muito tarde, deixo ela com a avó pra não tirar ela demais da rotina...
Acredito que a questão de levar também depende bastante de você ter ou não opção de onde deixar a criança.
Em alguns casos não há o que se fazer. Ou leva, ou fica em casa com ela... rs
BJos

Beta, a mãe disse...

Eu não sou uma pessoa sociável e meus pais não eram. Então essa regrinha eu nunca nem tinha "percebido", então vou acabar usando aqui em casa também. E como eu não gosto mesmo de festas, eu nem ligo tanto. Beijos e que tenham bastante pique pra tanta comemoração.

Mariana disse...

Camila, vc está certíssima. É uma pena que nem todos pensem assim...
No meu casamento planejei uma mega balada, com igreja as 21h e festa que começava as 22h30... como não havia crianças na família, não me preocupei com o horário e sabia q todo mundo ia aproveitar, e todos os convites enviados foram Sr. e Sra, sem exceção.
Infelizmente, uma sem graça, apareceu na festa com o filho de 1 ano e 5 meses... No video, no meio daquela decoração linda, que eu gastei uma grana preta pra fazer, aparece uma criança em um carrinho (?) e depois, o queridinho adorou brincar de dançar, lá na pista de dança, no meio dos adultos.. A galera bebendo, pulando e tinha que tomar cuidado pra não tropeçar no menino...
Eu acho o cúmulo da falta de respeito com os anfitriões da festa.
Eu sei que criança não paga buffet, mas não é só o lado financeiro que deve ser levado em conta não. Se não foi convidado, não é pra ir e pronto. E se a mãe for daquelas q adora falar: "Onde meu filho não é convidado, não merece a minha presença", pois bem, eu acho mesmo q se não tem com quem deixar os filhos, é melhor ficar em casa com eles.
E pelo menos aqui na minha cidade, os buffets infantis cobram sim pelas crianças acima de 3 anos, um valor menor, mas cobram, ainda mais porque o buffet é infantil, se não cobrarem pelas crianças, as contas do buffet não vão fechar.
Eu não acho que levar ou não levar vai da conveniência dos pais, mas sim da (falta de) educação deles.

Priscila disse...

bem eu geralmente sigo os convites tb,mas em relação aos convites como a escola das meninas é pequena não temos esse problema pois todos se conhecem e sempre convidam as duas...alias acho que iria ser um chororo se fosse só uma...

Re disse...

Isso mesmo, tb sou rigorosa com o lance de nome no convite e pretendo ser assim tb quando a Manuela for maior e passar a fazer parte das festas...acho que um pouco de respeito aos noivos ou aniversariantes ao faz mal a ninguem, ne? Bjs

Fabiana disse...

Camila, eu raramente me meti em festinhas de criança sozinha (sem meu companheiro de guerra)... ainda mais quando não tem ninguém que eu conheça. O "social" da família fica com ele. Então eu me apoio nisso e de quebra tenho a ajuda que mais dois braços proporcionam. Mas a Joana ainda é bebê... quando ela crescer respeitarei os convites e aí a família vai se dividir. Mas não vou dizer que gosto... apenas respeito.
Os eventos de adulto prefiro ir só também! Geralmente é chato pra criançada e a gente deixa de curtir um pouco o que sobrou do casal!rsrs
bjs
Fabiana
http://2-ao-quadrado.blogspot.com

Celi disse...

Camila,
Concordo plenamente com você. Precisamos respeitar seja qual for a ocasião e convite.
Além do mais acho importante que a criança tenha esse momento exclusivo de receber o convite do amigo. Do convite ser para ele, pois afinal de contas o amigo é da sala dele. Apesar de irmãos eles precisam entender que haverá programas que farão sozinhos.
Um beijo e Parabéns pela mãe que é para seus filhos. Pelo menos parece ser aquela super mãe atenta a tudo e a todos.

Renata Resnitzky disse...

Ihhhhh Ca, acho que vc tá certa, super educada. Mas lendo o seu post vi que cometi um erro enorme. Estou fazendo festa pras minhas meninas e apesar da intenção de convidar todas as familias inteiras, só coloquei o nome da criança no convite. Espero que as mães da escola não sejam tão educadas quanto você! Adoraria receber todos os irmãozinhos!!!!!!
Re

Mirys + Guigo + Nina disse...

Camila:

Em casa, a coisa é diferente. Somos do estilo "familhão" e todo mundo que convive conosco sabe disso.

Então, TODAS as festas das minhas crianças sempre foram "amiguinho e familia". Daí, herdei diversos e diversos amigos amadíssimos, para o resto da vida!

Porque quero saber quem são as pessoas que vão estar perto do Guigo e da Nina, quando eles começarem a pedir para dormir na casa dos amigos...

Bjos e bençãos.
Mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

PS: hoje comemoramos o "dia da família" e lançamos a campanha - GASTE TEMPO COM QUEM VOCÊ AMA! Se conseguir gastar 5 minutinhos especiais com alguém (se rolar um jantar a luz de velas, um passeio inesperado com as crianças, enfim...), você passa no Diário contar pra gente? OBRIGADA!

Juliana Doerner disse...

Camila, ainda não passei por isso, sempre convidam todos, porém quando meu esposo não pode ir com a gente, não vou, pois ja tenho os gêmeos, e sempre os convites são exatamente quando a minha enteada de 5 anos esta em casa, dai sair com três não dá né...

rs...

Mas já aprendi com vc!

Beijos

Bianca disse...

Camila, eu tb como mãe de um não tenho esse tipo de problema, e achei muito educado o jeito que vc "manobra" as coisas por aí.
Agora em casamento eu não levo MESMO, vou em vários tb, o último que fomos ele foi pajem, acabou a cerimônia ele foi devidamente despachado e eu caí na pista, rs!
Mas tb ouvi dizer que tem gente colocando até em convite de casamento "Crianças tenham uma boa noite de sono" ou algo do gênero, kkkkkk, aí tb acho meio exagerado.
beijo

Carolina disse...

Concordo com você em tudo. Inclusive quanto a diversão em casamentos. ADORO! Tem coisa melhor do que não precisar correr mais atras do buque??? hahaha. O Bruno não sai a noite. Deixo com os avós. É respeitar a rotina dele. Mais uma vez, adorei o post.

Juliana disse...

Oi Camila,
Nunca escrevi aqui, mas sigo o Mamãe tá Ocupada há muito tempo, você já deve ter reparado!
Tenho um filho de 1 ano e 10 meses, e adoro passar aqui para ler seus posts.
E hoje vim comentar apenas para dizer que eu penso e-x-a-t-a-m-e-n-t-e como você, em TUDO!
Aliás, os seus posts poderiam perfeitamente ter sido escritos por mim!! Sério!
E não estou falando só do post de hoje não!
Concordo com tudo o que você diz sobre amamentação, o mamaço e tal, a não-livre-demanda, a rotina e horário das crianças, questões de educação, sono noturno, nana-nenê, convites de festas, e inclusive que um corretivo é milagre para olhos de panda!
Parabéns pelo blog!
Juliana, Mãe do João

Proprietária orgulhosa do sanatório disse...

Aqui dependendo do horário e local Cissa sempre vai junto; quando recebemos um convite apenas para o casal simplesmente não comparecemos mesmo que seja do avô.Acho educado convidar à todos ou ninguém.

bjs

Fla disse...

Olá,

Adorei e concordo plenamente.E quando sua festa se transforma em uma grande invasão de babás,a festa fica com cara de enfermaria.
E poxa vida gente, babá paga por um convidado que vc queria tanto convidar...
Acho muita falta de educação.

Lia Sérgia Marcondes disse...

Perfeito. Aqui procedemos quase igual, mas com uma diferença: como é de costume, como disse a Sara no primeiro comentário, lá da Bahia escreverem só o nome do casal ou escrever o nome do casal acrescido de "e filhos", adquiri o costume de sempre confirmar antes.

Também tem aquele negócio da 'senha' pra entrar na festa. Quando vem "fulano e fulana", mas chegam 3 senhas, deduzo que é pra levar Luisa, mas sempre confirmo antes com quem convidou.

Em geral, não gosto de levar crianças em eventos à noite, porquer acostumei elas dormindo cedo, e acho que não tem nada a ver fazer elas ficarem sofrendo de sono por nossa causa. Tô contigo e não abro nessa!

Quanto à questão das festas infantis, certeza de que depois da Maria já comecei a seguir a mesma linha. Acho super certo.

Bjo!!

Vanessa Ribeiro disse...

Camila,
Quando nos casamos, era aquela complicaçao porque meu marido é belga e eles nao convidam nem a família do noivo inteira pra festa, imagine a família dos amigos... foi um desespero, eles achavam nós brasileiros super esbanjadores convidando o povo todo. Eu estou de acordo contigo - só vai quem tem o nome no convite e pronto. Aqui em casa também é assim, e acho super normal.

Beijinhos
Van

www.coisasminhas.com

K∂riиє* Smith. disse...

Olha Camila, aqui na Irlanda o negócio vai alem, se no convite estivesse escrito "Pedro" isso também não incluiria você!
Festas infantis por aqui se resumem as crianças e só, vc leva e busca.
Casamento então, nem se fala, criança só da família dos noivos e olhe lá!

Débora Prezotto disse...

Camila, concordo com você e respeito o que está escrito no convite. Eu tenho uma unica filha mas se tivesse outros filhos nao veria problema em mandar somente um à festinha. Em casamento é a mesma coisa. Admito que passei a prestar mais atenção a essas nomeações depois que casei pq sei quanto é dificil convidar o numero certo de pessoas para não estourar o orçamento. Discordo totalmente de que levar ou não levar vai da conveniencia dos pais. Pq, se a festa estiver direcionada somente a meu marido e eu, e nao tivermos com quem deixar nossa filha, não vamos ao casamento. Pq além de orçamento que os noivos disponibilizam é preciso pensar se a festa está preparada para receber crianças..as vezes o salão nao tem nem trocador e é um ambiente unico com o som muito alto. Mes que vem minha filha completa 1 ano e passo por esse problema novamente. As festas em Buffet aqui no interior de SP são pacotes para 50 pessoas...e dependendo do Buffet crianças a partir de 3 anos já são pagantes.
Temos a familia grande e é dificil encaixar todo mundo. Se todos pensassem igual a vc, acho que mais gente se animaria a fazer festas. E como outras maes disseram, não é pq a criança não entra como pagante no buffet que você tem obrigação de contar com ela. Lembrancinha custa sim.. custa caro. E festa pra mim, serve pra comemorar com pessoas de que vc gosta e tem afinidade.é normal que queiramos convidar o maior numero de pessoas queridas, por isso os convites especificos.

Débora Prezotto disse...

Camila, concordo com você e respeito o que está escrito no convite. Eu tenho uma unica filha mas se tivesse outros filhos nao veria problema em mandar somente um à festinha. Em casamento é a mesma coisa. Admito que passei a prestar mais atenção a essas nomeações depois que casei pq sei quanto é dificil convidar o numero certo de pessoas para não estourar o orçamento. Discordo totalmente de que levar ou não levar vai da conveniencia dos pais. Pq, se a festa estiver direcionada somente a meu marido e eu, e nao tivermos com quem deixar nossa filha, não vamos ao casamento. Pq além de orçamento que os noivos disponibilizam é preciso pensar se a festa está preparada para receber crianças..as vezes o salão nao tem nem trocador e é um ambiente unico com o som muito alto. Mes que vem minha filha completa 1 ano e passo por esse problema novamente. As festas em Buffet aqui no interior de SP são pacotes para 50 pessoas...e dependendo do Buffet crianças a partir de 3 anos já são pagantes.
Temos a familia grande e é dificil encaixar todo mundo. Se todos pensassem igual a vc, acho que mais gente se animaria a fazer festas. E como outras maes disseram, não é pq a criança não entra como pagante no buffet que você tem obrigação de contar com ela. Lembrancinha custa sim.. custa caro. E festa pra mim, serve pra comemorar com pessoas de que vc gosta e tem afinidade.é normal que queiramos convidar o maior numero de pessoas queridas, por isso os convites especificos.

 
Licença Creative Commons
O trabalho Mamãe Tá Ocupada!!! foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.mamaetaocupada.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.mamaetaocupada.com.br. Paperblog :Os melhores artigos dos blogs