segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Natação: a missão continua

A Manu continua não gostando da natação e nem daquele professor. Aliás, nem eu. Entendi que uma das “estratégias” da aula é forçar a criança de qualquer jeito e fui lá questionar. A resposta que tive foi afirmativa:

- É, quando a gente percebe que a criança está insegura e resistente, a gente dá uma forçadinha mesmo.

Ahn? Oi? Estratégia da forçadinha?

Pois aí dei um forçadão e virei leoa:

- Olha, a minha filha tem o seu próprio tempo, os seus próprios medos, inseguranças e posso afirmar que com uma forçadinha ela não vai superar nada. Ela não está fazendo birra e nem manha, ela está com medo e precisa de um tempo para se sentir segura e confiante, por isso, eu gostaria que você não forçasse nada. Aliás, dê um tempo para que ela se acostume e se adapte. Faça isso de maneira lúdica, sem obrigá-la a pular ou mergulhar, por favor.

(Tá, eu não falei tudo isso e nem dessa maneira. Mas o recado foi esse e o cara entendeu.)

Enquanto o espertão da Didática usa estratégias de forçadinhas, a minha filha, criança que é, brinca de dar aulas de natação para todas as Barbie´s, Polly´s, Moranguinhos e bonecas da casa.

Dá aula direitinho, canta todas as musiquinhas, ensina e faz com as alunas todos os exercícios da aula, inclusive os de pular e mergulhar.

Já diziam que o brincar simbólico tem essa função: elaborar as situações da vida real através das brincadeiras, a fim de compreendê-las, apreendê-las e, certamente, superar os medos, dificuldades e inseguranças.

Forçadinha, é? Ahã....



Compartilhar

9 comentários:

Carol Garcia disse...

FORÇADINHA???
aí imagine você a minha cara se ouvisse coisa dessas...
absurdo.
tá certa a manu de não ir com a cara do ser super didático e cheio de sensibilidade.
parabéns, camilitcha! passou o recado.
coisa que eu tbm faria.
cada coisa no seu tempo. cada criança tbm.
ah! blog da estate mágica não abre hoje, dá erro na página...humpf...

bjocas e ótima semana

Juliana Cidade disse...

Oi, Camila.
Penso exatamente como você. Meu filho mais velho, de 4 anos, só começou a natação agora. Ele não queria ir, mas no dia que foi adorou porque a professora é ótima, tem muito jeito e leva as crianças numa boa.
Não adianta forçar, cada um tem seu tempo e quanto mais a gente força, mais eles resistem.
Bjs,
Juliana.
http://www.temquevalerapena.blogspot.com/

O Fabuloso blog de Eli disse...

Camila,
minha filha de 1a3meses faz natação desde os 7 meses. Vez eu, outra o marido entra com ela na piscina já que nessa idade exige o acompanhamento de um responsável. Mas enfim, como eu sempre acompanho as aulas, há umas 4 semanas tenho observado um aluninho de pouco mais de 2 anos. Ele começou a fazer aula e sente bastante medo, insegurança. Como na turma dele tem outras 3 crianças a aula sempre é comandada por 2 professoras, sendo que uma fica exclusiva para ele e a outra trabalha com as demais. a professora que fica com ele é extremamente cuidadosa e respeita os limites dele e aos poucos, em cada aula ela vai inserindo ele nas atividades com as outras crianças, mas o processo é lento. Como disse, já acompanhei 4 aulas e todas foram assim. Não desista, e se de tudo não der certo, veja se consegue mudar para outra escola...
boa sorte! :)

Celi disse...

Camila acho que esse é mesmo o caminho. Você falou e fez sua parte como mãe. Enquanto isso a Manu se prepara e tenta entender como tudo funciona.
Dê tempo ao tempo...
Agora, não existe a possibilidade de mudar de professor? Sei lá, vai saber se a Manu não quer saber, se alguma coisa diz que é o professor.
Beijos e boa sorte nessa missão rs

Ivna Pinna disse...

Camila, forçadinha pra aprender a mergulhar??
Acho que ele quer é traumatizar os alunos isso sim!

E vc tá certissima em falar com ele! =)

beijos

Anne disse...

Então eu vou dar uma forçadinha em você, seu pilantra!!
haha
que bom seria se a gente conseguisse falar mesmo o que pensa, assim tão claro, didático e sem possibilidade de argumentação esdrúxula!
tomara que de certo!
bjo

Vanessa Caubianco disse...

Ele devia dar uma forçadinha na filha dele!
Que "tato" esse cara tem, né!
E o melhor é a Manu ensinando as bonecas, que fofa!!!
beijos

Catia, mamãe do Gui disse...

Olha, desconheço esse método... Como o Gui faz natação desde 1 ano, seis meses depois, ja assisti há várias adaptações... e nenhuma com forçadinha... O Gui mesmo não quiz entrar na primeira aula, passamos a aula toda sentados na borda da piscina, as vezes molhava seu pezinho, pegava a agua da piscina e molhava sua barriguinha... e olha que o Gui não tem medo de mar, conheceu o mar antes da psicina e adorou... No ultimo sabado mesmo, teve um bebê na adaptação que chorou pacas... o profe do Gui me disse: Me empresta o Gui, pegou o ele do meu colo, o levou ate o coleguinha que não queria entrar, pediu pro Gui dar a mãozinha, depois de uns 10 minutos ele entrou seguindo o Gui, tão lindinhos... a Manu tá maiozinha que eles, mas acho que vale tentar, quem sabe um coleguinha ir ate a borda e convidar ela pra entrar?? quem sabe ela ache legal... bjinho

Mamma Mini disse...

uó Cá! Sabe que o David começou a fazer natação, a escola é bem da simplinha e a turminha é micro, mas ele adorou, e ele tem bastante aflição com rosto na água, mergulho e tal, mas a professora é bem paciente e faz uma grande brincadeira na piscina, de maneira bem lúdica, eu achei que ele nem entraria na piscina, mas tem adorado as aulas (por enquanto) acho que esse negócio de forçadinha é o fim da linha, eu também ia virar leõa... sorte dos nossos filhos que tem a gente pra defender eles das pessoas loucas do mundo né? rs rs, boa sorte pra Manuzinha! beijo!

 
Licença Creative Commons
O trabalho Mamãe Tá Ocupada!!! foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.mamaetaocupada.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.mamaetaocupada.com.br. Paperblog :Os melhores artigos dos blogs